Deputado manda Jaques Wagner descer do helicóptero para economizar o dinheiro do povo

    899b5e45f1ef104f94dd5661087b164f“O governo do PSDB em São Paulo desistiu do aumento no transporte urbano, nos pedágios,  reduziu a tarifa em 48 linhas de ônibus intermunicipais e está vendendo o helicóptero. Enquanto isso, o governo do PT na Bahia não fala em reduzir nada e ainda quer um empréstimo de R$ 2 bilhões”.  Compara o deputado federal Colbert Martins Filho (PMDB), cobrando posições do governo Jacques Wagner que atendam os anseios que a sociedade tem levado às ruas.

    O parlamentar frisa que o Estado gasta R$ 6 mil por hora só com o aluguel de um helicóptero para servir diariamente ao governador. Além disso, acrescenta o deputado, a Bahia tem 26 secretarias, exatamente o mesmo número que São Paulo, o estado mais rico do Brasil, sem contar as autarquias e fundações, e o cabide de empregos muito oneroso para o povo. “Jacques Wagner precisa descer do helicóptero e começar a pensar seriamente em reduzir as despesas do Estado e o ônus que a população está assumindo num transporte público de uma qualidade questionável. O governo do PT está indo na contramão do que está ocorrendo no país, querendo um empréstimo de R$ 2 bilhões e sem dizer até agora onde essa dinheirama será aplicada”, cobra Colbert Martins.

    O parlamentar cobra que o governador Jacques Wagner reduza o valor de tarifas no transporte intermunicipal, para os municípios mais distantes da capital, onde a passagem já tem um peso  considerável no bolso dos usuários, seguindo o exemplo do governo de São Paulo. “Cerca de 75% da população da Bahia, ou 11 milhões de pessoas, vivem no interior”, lembra Colbert Martins. “A redução deve se aplicar também ao transporte marítimo na Baía de Todos os Santos, principalmente ao ferry-boat, que está sucateado. Os pedágios em rodovias estaduais devem ser reduzidos e congelados, desonerando também a classe média”, destaca Colbert Martins.