Deputado Vando contesta mentiras veiculadas no facebook

    1494-3Assinado por José Matos, de Teofilândia, um artigo divulgado na página Mães do Coração, no facebook, “na realidade, é um festival de mentiras, interligadas de forma desconexa e sem nenhuma correlação com a realidade”, segundo contesta o deputado estadual Vando, do PSC. A intenção do autor está evidente, conforme avalia: tentar macular a imagem do parlamentar, defensor intransigente da região na Assembléia Legislativa.

    “O artigo foi escrito por quem não conhece Monte Santo e escreveu na base do ouvir dizer, sem nenhuma preocupação com a veracidade dos fatos. Como prova inconteste: ele diz a professora Almerinda, minha esposa, não foi candidata a prefeita porque teria sido condenada a oito anos de inelegibilidade. Trata-se de uma insanidade. Almerinda é irmã do ex-prefeito Everaldo Joel de Araújo e, como tal, jamais poderia disputar a eleição porque assim proíbe a legislação em vigor. O autor do artigo ou desconhece este fato ou desconhece a lei”, destaca o deputado.

    Outro ponto citado por Vando diz respeito à falsa denúncia de que estaria envolvido na questão das adoções de cinco crianças de Monte Santo, que ganharam repercussão nacional a partir de reportagem feita pela Rede Globo de Televisão. “Esta questão está nas mãos da Justiça, que analisa o problema de forma imparcial. Jogar meu nome no meio do problema é um ato inconseqüente de quem nem sequer procurou ouvir o outro lado, como recomenda a ética jornalística”, completa.

    Quanto à contratação de milícia para fraudar a eleição, Vando considera a denúncia como “delírio de quem distorce os fatos de forma irresponsável”. Conforme alerta o deputado, o próprio vídeo postado deixa bem claro a intenção de contratação de seguranças para garantir a integridade dos políticos, uma vez que a eleição do ano passado foi muito tensa. “O vídeo é claro, não deixa nenhum dúvida”.