Dez motivos para crer que Timão irá ao Japão em 2016

O Corinthians quer que 2016 seja exatamente como foi 2012, quando entrou o ano como campeão brasileiro e conquistou os títulos da Libertadores e do Mundial de Clubes. Voltar ao Japão não será fácil, mas listamos abaixo 10 motivos para a Fiel acreditar que pode disputar – e ganhar – mais uma vez o Mundial de Clubes da Fifa. Veja:

LIBERTADORES

Não existe motivação maior para o torcedor que pensar em Libertadores da América. E ninguém tem dúvida de que o time, este ano, chega bem mais experiente, vacinado contra o tropeção de 2015, quando voou na primeira fase, mas caiu frente ao modesto Guaraní (Paraguai) nas oitavas de final.

FÉ CONTRA O DESMANCHE

a2648f87930

Nada assusta mais o corintiano nesta virada do ano do que a possibilidade de perder a espinha dorsal do time na janela de transferências. Jadson já foi para a China, e Elias e Renato Augusto também têm propostas de clubes estrangeiros. A diretoria, porém, acredita que vá conseguir segurar os dois, principalmente porque ambos têm sido convocados para a Seleção e temem perder espaço no grupo de Dunga, caso aceitem trocar o campeão brasileiro por um clube de menor expressão.

TITE

file01876

Mas mesmo que o Corinthians venha a perder Renato Augusto ou Elias (ou ambos!), o torcedor sabe que pode confiar em Tite. Apontado até pelos colegas como o melhor técnico em atividade no Brasil, o gaúcho já deu provas de que é capaz de reconstruir uma equipe com as peças que tem. No ano passado, Tite perdeu seus dois principais atacantes (Emerson Sheik e Paolo Guerrero foram para o Flamengo), mas, mesmo assim, conseguiu levar o Timão ao hexa nacional.

REFORÇOS

a2858f94922

A diretoria tem corrido atrás de reforços. Depois de acertar com Marlone e duas promessas do Bragantino (o goleiro Douglas e o atacante Alan Mineiro), o Timão está perto de contratar Marquinhos Gabriel, que fez uma ótima temporada pelo Santos. Um atacante também está nos planos dos dirigentes corintianos.

VAGNER LOVE

rib2664

Depois de um primeiro semestre catastrófico, Vagner Love desandou a fazer gols e terminou o Brasileiro de 2015 como vice-artilheiro, atrás apenas de Ricardo Oliveira (fez 14, seis a menos do que o santista). Love admite que as duas temporadas que passou na China atrapalharam seu rendimento e que foi difícil se readaptar ao alto nível do futebol brasileiro. Partindo agora em igualdade de condições na pré-temporada, e já entrosado com os companheiros, o centroavante tem tudo para fazer uma temporada consistente do início ao fim.

DEFESA CONSISTENTE

 a2499f81851_1

Por falar em consistência, o torcedor sabe que dificilmente levará sustos com uma defesa formada por Cássio, Fagner, Felipe, Gil, Uendel e Ralf na cabeça de área. O Corinthians foi campeão brasileiro com a defesa menos vazada e, até o momento, só perdeu no mercado o reserva Edu Dracena, que foi para o Palmeiras.

BASE EMERGENTE

a2838f94285

Aos poucos, os jovens da base vão ganhando espaço com Tite. O treinador já disse inúmeras vezes que teme queimar alguns talentos no time de cima, e, por isso, é cauteloso na hora de usar as crias do clube. Malcom já foi titular absoluto na maior parte da campanha no Brasileirão, Guilherme Arana deu conta do recado na lesão de Uendel, Yago brilhou até como lateral-esquerdo e Marciel chegou a fazer um golaço na vitória contra o Fluminense.

ARENA SEMPRE CHEIA

Nenhum time teve mais torcida como mandante do que o Corinthians em 2015 (veja o ranking). Com um sistema de venda de ingressos que privilegia o torcedor mais assíduo, o Timão consegue manter sua moderna arena sempre lotada. E com um bando de loucos que não para de gritar.

SALÁRIOS EM DIA

Foi durante a Libertadores do ano passado que as primeiras notícias sobre atrasos de salário começaram a surgir. Coincidência ou não, o time caiu de rendimento, foi eliminado no torneio continental e também no Paulistão e só deslanchou no Brasileiro depois que as finanças foram recolocadas em ordem.

PAZ POLÍTICA

Ao contrário do rival São Paulo, o Corinthians vive calmaria política, sem polêmicas de bastidores que possam respingar no time de futebol.

Via: Globoesporte.com