Dívida com ciganos teria motivado assassinato de prefeito no sul da Bahia

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.T3eiA7sjVfA principal linha de investigação para o assassinato do prefeito de Itagimirim, Rielson Santos Lima (PMDB), é dívida.

Ele foi morto na noite da última terça-feira (29), quando conversava com um familiar em um bar no centro da cidade do sul do estado. Atingido por seis tiros, ele foi operado no hospital Regional de Eunápolis, mas morreu no centro cirúrgico.

De acordo com a delegada Valéria Fonseca, à frente da 23ª Coordenadoria de Polícia do Interior, de Eunápolis, se apurou que o prefeito devia a algumas pessoas, entre elas ciganos. “Crime político está descartado, inicialmente”, disse a delegada. (BN)