Dois jovens morreram afogados e um está desaparecido após pular em rio na Bahia

3703

Iuri Silva dos Santos, 20 anos, e Cleiton Sá de Almeida, 19, morreram afogados após entrarem em um rio próximo à Companhia Hidro-Elétrica do São Francisco (Chesf), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, na tarde desta quinta-feira (29). De acordo com a Central de Polícia, os corpos foram retirados do local pelo Corpo de Bombeiros nesta sexta-feira (30). Outro jovem, que não teve o nome divulgado, continua desaparecido.

RTEmagicC 12 afogamento simoes filho foto corpo de bombeiros.jpg

Ainda de acordo com a polícia, a busca pelos jovens foi iniciada ainda nesta quinta, logo após o sumiço, que aconteceu às 16h, pelo Corpo de Bombeiros e Polícia Militar. Em função das condições de luz e correnteza do rio, as buscas foram finalizadas por volta das 18h e reiniciadas às 7h desta sexta. Helicópteros do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer) auxiliaram nas buscas.

O corpo de Iuri foi encontrado ainda pela manhã, enquanto o de Cleiton foi localizado por volta das 15h. As buscas pelo terceiro jovem foram encerradas e devem retornar na manhã deste sábado. Não há informação sobre o sepultamento dos jovens.

Versão
Em entrevista à TV Bahia, Hebert Leal contou que estava com os três jovens e outro amigo dentro de uma área particular, ao lado do rio, quando foi ameaçado pelo dono da propriedade, que seria um policial aposentado. O jovem contou que ao ver os jovens no local, ele ameaçou os jovens com uma arma, e os cinco então decidiram pular no rio.

Hebert e o outro jovem, de prenome Wellington, conseguiram atravessar até a outra margem, mas os outros três se afogaram. “Fez três pessoas morrerem por causa de um coco, que não custa R$ 3”, disse ele, na entrevista.

Na tarde desta sexta, um grupo de homens fez a retirada de diversos móveis e eletrodomésticos da casa onde estava o PM reformado, que teria ameaçado os jovens. A Delegacia de Simões Filho investiga o caso. (Correio24Horas)