Eleições 2016: Candidatos a vereador apostam em nomes diferentes; confira

O Brasil conta com mais de 443 mil candidatos aptos na disputa para vereador das Eleições 2016. Para conseguir destaque entre eles, os candidatos apostam em apelidos exóticos. Em Salvador, por exemplo, apenas 43 vereadores serão eleitos.

rtemagicc_eleicoes2009-jpg

Entre alguns nomes exóticos pelo Brasil no banco de dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) estão Mulher Vulcão (PV-RN), Uga Uga, Acorda Cedo (PDT-CE), Theo Tereu Teu Teu (PPS-MG), Feliz Show Tchê Tchê Tchê (PPS-RJ), Tigrão (PTN-Tigrão (PTN-RR), Tarzan (PSL-MT), Rambo de Natal (PSDC-RN), Hulk (PSB-PR), Barbie (PSD-RO), Bombinha (PHS-BA), Darth Verde (PCdoB-GO), Branca de Neve (DEM-SE) e Chapolin (PHS-SE).

Fenômeno nos últimos meses, o Pokémon Go virou o apelido utilizado por um candidato em Santa Catarina. E que tal os “bigode”, como Bigodinho (PV-SE), Bigode dos Rodoviários (PMB-AM), Bigode Mecânico (PRB-AC), Bigode da Zona Leste (PR-AM) e Bigode do Santa Maria (PMDB-SE).

Na lista dos candidatos pelos estados é possível encontrar ainda nomes de legumes e alimentos. Há Cheiro Verde (PTB-RR), Colorau (PSOL-PB), Peixe (PSC-MS), Cenoura (PSL-MT), Bife (PRTB-PA), Bisteca (PPL-CE), Arroz (PTC-PB), Sardinha (PSDC-RO), Banana (PDT-AM), Melancia o amigo de vocês (PSDC-GO), Açúcar (PMDB-PE) e Amendoim (PTN-PR).

A lei permite que apelidos sejam usados nos nomes de urna dos candidatos. O nome, no entanto, não deve estabelecer dúvida quanto a sua identidade e não atentar contra o pudor. (Com informações do iBahia)