Em apenas quatro jogos, Romero quase iguala número de gols de 2015 inteiro; confira

romeroO desmanche do time do Corinthians campeão brasileiro era a chance que Ángel Romero esperava. Última opção de Tite para o ataque no ano passado, o paraguaio agora é titular. Mais que isso, vem decidindo partidas para o Timão. Os números confirmam a boa fase. Em apenas quatro jogos em 2016, ele praticamente igualou o rendimento que teve em 2015 todo.

Sem a confiança de Tite, Romero jogou pouco no ano passado. Quando era relacionado, o que nem sempre acontecia, entrava nos minutos finais de partidas não muito importantes. Acabou a temporada com apenas quatro gols marcados em 18 jogos. A porta de saída estava cada vez mais aberta – teve proposta do Rubin Kazan, da Rússia.

rib3733_3Mas 2016 começou diferente. Sem Vagner Love, Jadson e Renato Augusto no setor ofensivo, Romero iniciou a temporada como titular e agradou. São três gols em apenas quatro partidas. Ele balançou as redes duas vezes contra o Shakhtar Donetsk, pelo Torneio da Flórida, nos Estados Unidos, e garantiu a vitória sobre o XV de Piracicaba, pela estreia no Campeonato Paulista.

– Estou procurando fazer o meu melhor para ganhar uma vaga como titular – afirmou o paraguaio, de 23 anos. Veja o gol marcado por ele no domingo no vídeo abaixo.

É bem verdade que a virada de Romero começou no fim de 2015. Cotado para ser emprestado logo depois do Campeonato Brasileiro, o atacante mostrou que poderia render. Ele fez dois gols, sofreu um pênalti e foi o grande nome da goleada por 6 a 1 sobre o São Paulo, em Itaquera.

Agora, o paraguaio terá de superar mais um obstáculo para continuar como titular. O Timão se reforçou nos últimos dias com jogadores para o sistema ofensivo. Chegaram Guilherme, Giovanni Augusto e André. O clube ainda cogita buscar mais um atacante de velocidade para suprir a saída de Malcom para o Bordeaux, da França.

– Temos um elenco muito forte. Chegaram reforços importantes. Todo mundo quer jogar. Vou trabalhar forte. Fazendo jogos assim vou ganhar uma vaga. Vou lutar sempre acreditando que posso ganhar a confiança do Tite – disse. (Veja mais no Globoesporte.com)