“Em Família” Shirley quer raptar Laerte antes do casamento

RTEmagicC_Shirley.jpgAo que tudo indica, Shirley (Vivianne Pasmanter) pretende mesmo impedir o casamento de Laerte (Gabriel Braga Nunes) e Luiza (Bruna Marquezine) na novela “Em família”, e para isso, a vilã irá planejar sequestrar o flautista na véspera de seu casamento. De acordo com o blog ‘Telinha’, do jornal ‘Extra’, o plano ficará claro no penúltimo capítulo da novela, que será exibido na quinta-feira (17).

A loira entre seu plano durante uma conversa com Selma (Ana Beatriz Nogueira), que diz estar de malas prontas para Goiânia justamente para não presenciar o casamento. “Ah, sogrinha, tem que ficar aqui pra ver o circo pegar fogo. Laerte não merece sua ausência. Nem eu. Preciso ter alguém em quem me apoiar no terreno inimigo. Se eu for… Se houver casamento”.

Leto (Ronny Kriwat) estranhará a fala da loura e, em seguida, constata: “Mãe, você tá esquisita. Até parece tá fugindo”. Shirley responde sustentando um ar de mistério: “Sossega! Só fugiria muito bem acompanhada”, diz ela, saindo de cena toda animada.

Num sinal de que seu plano está em curso, ela conversa com um piloto. “Pode deixar, dona Shirley, eu faço o plano de voo e deixo em aberto o horário de decolagem”, afirma ele. A loura ressalta: “Não, melhor marcar a decolagem pra bem cedo e, se for o caso, ir atrasando de meia em meia hora. O fundamental é estar tudo pronto pra gente decolar quando chegar a hora”.

O piloto pergunta sobre os passageiros e ela, animada, conta sobre seu noivo: “Estou me preparando para um novo casamento. E queremos fugir das comemorações. Viajar antes, entende? Antes que nos descubram”. Entrosada com o sujeito, Shirley conta que uma de suas brincadeiras preferidas na infância era traçar planos de fuga: “Meu pai ficava bobo com a minha imaginação. ‘Menina, ele me dizia, de onde é que você tirou isso?’. Eu respondia: ‘Da minha cabeça, pai!’. Ele nem acreditava! Uma vez bolei uma fuga de dentro de um navio”.

O piloto se anima e parece se divertir com a história de Shilrley. “E como foi a fuga?”, ele questiona. Ela percebe que o atrai: “Ah, ficou curioso, não é? Como uma pessoa pode fugir de um navio atravessando o oceano? Numa outra oportunidade eu lhe conto, prometo.  Não posso chegar atrasada no meu analista! Se a gente não cuida da cabeça, o corpo todo padece”, dirá.