Equipamento obrigatório, extintor do tipo ABC para carros está em falta até na capital

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.Z3YV7L6461Não está fácil para conseguir o novo extintor de incêndio do tipo ABC, equipamento obrigatório para carros desde o início de 2015, nem mesmo os propietários de veículos de Salvador estão encontrando o equipamento em locais de venda como postos de combustíveis e lojas especializadas.

De acordo com matéria do jornal A Tarde, a alta demanda pelo produto resultou no fim do estoque na cidade. Agora, os locais aguardam pela reposição para voltar a vender o extintor, que está cotado na capital baiano por valores entre R$ 100 e R$ 120.

A mudança foi aprovada pela Resolução 333/2009, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), e passou a valer desde o dia 1º de janeiro deste ano. A nova norma é válida em todo o país. O equipamento é exigido para carros de passeio, utilitários, camionetas, caminhonetes, caminhões, ônibus, micro-ônibus e triciclos de cabine fechada.

O motorista que não estiver de acordo com a nova regulamentação terá o veículo retido até a regularização da situação, além de pagar a multa e perder pontos no prontuário. De acordo com o artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), conduzir veículo sem o extintor, com o equipamento com prazo de validade vencido, vazio ou com lacre rompido é infração considerada grave, sujeito a multa de R$ 127,69 e inclusão de cinco pontos na carteira.

Desde 2005, todos os veículos novos já saíram da fábrica com os equipamentos do tipo ABC, de acordo com a resolução 157 do Contran. (Foto do Portal A Critica)