Escolas de Cansanção, Senhor do Bonfim e região vão receber R$ 22 mil cada para investir em ações culturais

35611Escolas públicas de Ensino Fundamental de Cansanção, Senhor do Bonfim, Santaluz, Quijingue e diversos municípios da região terão o financiamento de projetos de atividades culturais. A inciativa, nomeada de Programa Mais Culturas nas Escolas em 2013, prevê investir R$ 100 milhões na primeira etapa. Cada projeto selecionado deve receber entre R$ 20 mil e R$ 22 mil para desenvolver ações culturais, que devem ser iniciadas já em abril deste ano.

A primeira lista – com 1.001 escolas escolhidas – foi publicada no dia 10 de janeiro, a segunda, com mais 447 escolas, foi divulgada no dia 13 de fevereiro e a última será anunciada em 15 de abril. Ao todo, foram selecionadas 5 mil escolas públicas de Ensino Fundamental e Ensino Médio, que integram os Programas Mais Educação e Ensino Médio Inovador do Ministério da Educação.

Serão desenvolvidos 1.649 projetos culturais com alunos de instituições públicas. Na terceira lista, que soma um total de 3.096 projetos, foram priorizadas as avaliações de Planos de Atividades dos territórios com maior volume de inscrições, que integram os Estados do Ceará, Bahia, Maranhão e Pará e na maioria das escolas os alunos são beneficiários do Programa Bolsa Família.

O recurso deve ser investido na contratação de serviços culturais relacionados às atividades artísticas e pedagógicas – dentro ou fora da escola –, por no mínimo seis meses do ano letivo. A verba será repassados diretamente às escolas, por meio do Programa Dinheiro Direto nas Escolas do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (PDDE/FNDE). O valor a receber é calculado conforme o número de alunos matriculados.

Direcionamento
Os projetos devem estar de acordo com os nove eixos temáticos estabelecidos, podendo dialogar com um ou mais eixos.  São eles:  Criação, Circulação e Difusão da Produção Artística; Cultura Afro-brasileira; Promoção Cultural e Pedagógicas em Espaços Culturais; Educação Patrimonial; Tradição oral; Cultura Digital e Comunicação; Educação Museal; Culturas Indígenas; e Residências Artísticas para Pesquisa e Experimentação nas Escolas.

Veja a segunda aqui e a primeira aqui 

Da Agência CNM, com informações da MinC