Espectro de rádio AM deverá ser usado para internet banda larga, afirma deputado

47921-2O espectro de rádio AM (Amplitude Modulada) que situa-se entre 540 a 1720 Khz (quilo-hertz) estará totalmente livre a partir de 2016 e deverá ser usado para redes de Internet banda larga. A informação foi dada na manhã deste sábado (26), pelo deputado federal Colbert Martins da Silva (PMDB) durante discurso no 2º Congresso Estadual de Radiodifusão Comunitária, ocorrido no auditório do Sesc (Serviço Social do Comércio),em Feira de Santana.

O deputado, que faz parte da Comissão de Ciência e Tecnologia do Congresso Nacional, informou que o Governo Federal já decidiu que todas as emissoras de AM vão migrar para frequências da sub-faixa de FM ainda ocupadas pelos canais 6 e 7 de televisão.”Agora em novembro o Ministério das Comunicações vai autorizar a migração das emissoras. A partir de 2016 os sinais das rádios vão desaparecer totalmente da faixa AM”, afirmou.

Na opinião de Colbert Martins, após a migração das emissoras AM para a faixa de Frequência Modulada, o rádio vai tomar um rumo definitivo não havendo alteração futura. Ele acredita que existem no Brasil cerca de 10 mil emissoras comerciais registradas e desse total quase 8 mil são em FM. “Em todo o mundo, a forma de melhorar as rádios em AM foi fazendo essa migração, enfatizou.

Congresso de Radiodifusão Comunitária

O 2º Congresso Estadual de Radiodifusão Comunitária reuniu cerca de 100 representantes de entidades que possuem essas empresas de comunicação. O evento foi promovido pela Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço) que congrega essas emissoras. O evento teve a participação de políticos e de representantes de entidades de classe. Ocorreram palestras e discussões a cerca da situação desse segmento de comunicação e foram escolhidos delegados que vão participar do 8° Congresso Nacional em Brasília previsto para acontecer em abril de 2014. (Acorda Cidade)