Estado investe R$ 32 milhões em segurança pública no Carnaval

    image_previewPara garantir a segurança no Carnaval, o governo da Bahia investe R$ 32 milhões. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (1º), no Hotel Pestana, bairro do Rio Vermelho, em Salvador, com a presença do governador Jaques Wagner e do secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, entre outras autoridades.

    Também foi apresentado o planejamento de segurança para a festa. Serão destacados 24 mil policiais, entre militares e civis, e peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT), com 626 profissionais a mais do que em 2012. O efetivo é distribuído entre 20.351 policiais militares, 2.992 policiais civis e 320 peritos do DPT.

    O efetivo que vai atuar no Carnaval passou por intensa capacitação, por meio de treinamentos como abordagem e uso moderado da força, direitos humanos e barreiras de trânsito. “A cada ano, os profissionais de segurança se aprimoram mais. Esses investimentos retornam para a Bahia, com nossa imagem, nossa cultura, e tenho certeza que o povo vai poder brincar em paz”, destacou o governador.

    Noventa e cinco câmeras de segurança (78 fixas e 17 móveis) vão monitorar a cidade em tempo real, através de 27 quilômetros de fibra ótica nos principais pontos dos três circuitos. As imagens serão acompanhadas 24 horas por dia no Centro Integrado de Informações Estratégicas do Carnaval. Montado especialmente para a festa, o centro vai reunir representantes de órgãos municipais, estaduais e federais. Além da segurança, a equipe contará com profissionais das áreas de saúde e defesa civil.

    A polícia utilizará ainda 230 smartphones ligados ao sistema MOP, que garante acesso ao banco de dados da Infoseg e ao Portal da SSP para identificação e verificação de dados como pendências judiciais e mandados de prisão. “Estamos acrescentando essa tecnologia à utilização do nosso efetivo nesta que é considerada a maior operação policial do Brasil para atender a quase dois milhões de pessoas nas ruas”, disse o secretário da Segurança Pública.

    No total, a infraestrutura de segurança pública conta com 217 pontos distribuídos pelos circuitos. São 14 postos de policiamento integrado das polícias Civil e Militar e 158 unidades elevadas da PM e 29 dos Bombeiros. O policiamento em terra será reforçado por três helicópteros e dois aviões motoplanadores.

    Outras estruturas montadas são dois postos da Polícia Civil, seis centrais de flagrante e quatro unidades da Delegacia para o Adolescente Infrator. “A Polícia Civil manterá seus postos de atendimento funcionando 24 horas por dia e uma central de triagem no complexo dos Barris para dar celeridade a todas as ocorrências que nos forem encaminhadas”, disse o delegado-geral Hélio Jorge.

    Atendimento a turistas estrangeiros

    Serão disponibilizados também sete postos com PMs para atendimento aos turistas estrangeiros nos idiomas inglês, espanhol, alemão, francês e italiano. Coordenados por profissionais com experiência internacional, eles serão distribuídos em patrulhas pelos circuitos do Carnaval, além de postos localizados no Aeroporto de Salvador, Terminal Marítimo, Farol da Barra, Avenida Sabino Silva, Rua Chile, Largo do Pelourinho e Praça Cayru. Esses policiais poderão ser identificados por braçais com o símbolo de intérprete.

    “Estamos preparados para a Operação Carnaval, e só estamos esperando o folião para iniciar essa festa, que será de muita paz”, destacou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro.

    Este ano, serão três postos avançados do DPT nos circuitos, que, junto com a sede do departamento, farão análise de drogas e emissão de laudo de lesão corporal. “A grande vantagem é que com isso vamos evitar que o policial que atua no circuito precise se deslocar até o departamento, o que dá mais rapidez ao serviço”, explicou o diretor-geral do DPT, Élson Neves.

    Policiamento na entrega de fantasias de blocos e camarotes

    A partir deste sábado (2), quem for retirar suas fantasias de blocos e camarotes, vai contar com a segurança de 170 PMs do Comando de Policiamento Regional Atlântico (CPR), do Esquadrão de Motociclistas Águia e do Esquadrão de Polícia Montada, que vão atuar na prevenção a furtos e roubos no entorno dos postos de entrega.

    O policiamento preventivo vai funcionar em unidades fixas e móveis nos locais de acesso aos postos de entrega.

    Preocupação com os foliões do interior

    Quase três mil policiais vão garantir a segurança para os foliões do interior. Entre os municípios e localidades que receberão reforço no policiamento, estão Alcobaça, Canavieiras, Candeias, Caravelas, Conde, Correntina, Baixios, Itacaré, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Mata de São João, Mucuri, Porto Seguro, Prado, Santa Maria da Vitória, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Valença, Caboto e Bom Jesus dos Passos.