Evangélica, Marina defende casamento gay e adoção de crianças por casais homoafetivos

AGE20101004388Sabidamente evangélica, a candidata à Presidência da República Marina Silva (PSB/Rede) defende o casamento gay em suas propostas de governo. No programa de 242 páginas, divulgado nesta sexta-feira (29), ela afirma que quer “superar o fundamentalismo incrustrado no Legislativo e nos diversos aparelhos estatais, que condenam o processo de reconhecimento dos direitos LGBT e interfere nele. Marina promete ainda que apoiará “propostas em defesa do casamento civil igualitário” e que vai acelerar a votação no Congresso do projeto de lei 122/06, que iguala a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero ao preconceito por cor,etnia, nacionalidade e religião. A ex-ministra quer agilizar também a votação da Lei de Identidade de Gênero Brasileira, que permite o reconhecimento legal de transsexuais e apressar a adoção de crianças por casais homoafetivos. Marina também propõe a inclusão, no Plano Nacional da Educação, o combate ao bullying, ao preconceito e à homofobia. Com informações da Folha de S. Paulo.