Evangélicos se revoltam com suposta “umbanda” em novela da Globo e fazem boicote

RTEmagicC_boicoteevangelicos.jpgA novela das 18h da TV Globo, “Meu Pedacinho de Chão”, está sofrendo um boicote por parte de alguns evangélicos, que acusam a trama de promover a umbanda, religião de matriz africana. No Facebook, uma publicação fazendo campanha contra a novela já tem mais de 85 mil compartilhamentos.

O texto foi publicado em 15 de abril por Dayhendryra Alves. “Descobri que a Vila de Santa Fé [cidade fictícia da novela] é um terreiro e que os nomes dos personagens são de umbanda”, escreve ela, em tom de alerta. Ela também diz que Coronel Epaminondas, personagem de Osmar Prado, seria uma referência à saudação Epa Babá ao Orixá Oxalá – ele é chamado de Coronel Epa na novela.

O violeiro Viramundo (Gabriel Sater) seria uma versão do Exu Gira Mundo. O texto termina com a frase “Que o senhor Jesus nos lave com seu poderoso sangue e abra nossos olhos!”.

O texto repercutiu entre outros evangélicos. “Depois dessas informações, irei me negar a não mais assistir. Prefiro agradar a meu Deus!”, escreveu Zélia Mara, citada pelo Uol.

Novelas da Globo já foram alvos de críticas de evangélicos anteriormente. Na época de “Salve Jorge”, de Glória Perez, o bispo Edir Macedo, líder da Universal e dono da Record, escreveu em seu blog que São Jorge é um “deus pagão travestido de santo” – além das religiões afro-brasileiras, ele também é venerado pelos católicos.

A Federação de Umbanda do Brasil não quis comentar o boicote dos evangélicos à novela, mas afirmou que esta não é a primeira vez que a religião sofre com intolerância. Já a Globo afirmou que a novela não é inspirada e não faz alusões à umbanda.

Com ou sem boicote, a novela tem registrado a média mais baixa da história do horário, informa ainda o Uol.

RTEmagicC_alertaevangelicos.jpg
…………………………………………………..