Ex-namorada acusa PM baiano de divulgar vídeo íntimo na internet

3nse5ud3ag_6gmnj8y6gx_fileUma jovem teve um vídeo íntimo divulgado na internet e acusa o ex-namorado, um policial militar, de ter gravado as imagens sem seu conhecimento e jogado na rede após o fim do relacionamento. A estudante conheceu o PM quando tinha 17 e o namoro durou dois anos. Ela conta que o homem era tranquilo e cativou toda a família dela.

Mas quando a jovem decidiu sair do município de Itaberaba, na região da chapada diamantina, para estudar na capital baiana, o namorado tranquilo se transformou e o relacionamento terminou em outubro deste ano.

Esta semana, ela descobriu que a intimidade dos dois estava sendo divulgada. A jovem disse que não sabia que estava sendo gravada. E que, provavelmente, o ex-namorado teria escondido o aparelho no guarda roupa.

— Uma amiga minha que recebeu o vídeo e me mandou. Eu tomei um choque, por que ele gravou sem o meu consentimento, eu não sabia da existência desse vídeo. Só o meu rosto que aparece, o rosto dele não.

A família da estudante já prestou queixa no 11° Batalhão, na cidade Itaberaba, onde ele trabalha e ela teme pela própria vida.

Segundo o delegado Charles Leão, do Grupo Especializado de Repressão à Crime Por meios eletrônicos, a vingança pornô, como está sendo chamado esse tipo de crime, quando após o fim da relação o homem pratica esse tipo de delito, a lei considera crime de injúria. De acordo com Leão, a polícia tem meios pode descobrir se o vídeo foi espalhado pelo PM, já que ele nega que divulgou a gravação e disse que perdeu o celular.

— Recomendo a todos que não compartilhe esse tipo de vídeo, por que depois que caiu na internet é muito difícil tirar em sua completude, então não compartilhe. O amor de hoje pode ser o inimigo de amanhã.

……………………………………………………
As informações são do R7/BA