Feira de Santana: 5.800 crianças passam mal após ingerir leite do Fome Zero

20130429115519_22023Em Feira de Santana, há mais de três meses, 5.800 crianças carentes estão sem o leite do programa Fome Zero depois que famílias cadastradas denunciaram que o alimento estava irregular.

Algumas mães teriam dito que os meninos estavam sentindo dor de barriga e a prefeitura suspendeu o leite. O alimento estava era distribuído pela prefeitura para 72 creches e escolas que faziam o repasse do produto para as famílias carentes.

Desde 2011, quando o programa foi implantado em Feira de Santana, o leite vinha sendo fornecido por uma empresa do distrito de Humildes, pertencente ao município. Antes de ser distribuído para escolas e creches beneficiadas com o programa, o leite ficava armazenado em um galpão da prefeitura por no máximo três dias, em uma câmara frigorífica a uma temperatura de quatro graus.

O secretário de desenvolvimento social da prefeitura de Feira, Ildes Ferreira, informou para o site G1 que o governo do estado realizou testes de laboratório no leite e constatou problemas na qualidade do produto, mas não revela quais foram. Ele afirma ainda que o mesmo fornecedor será mantido.

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, que coordena o programa federal Leite Fome Zero no estado, informou que a suspensão no fornecimento do produto foi feita depois que a Adab interditou a empresa de laticínio de Feira de Santana. Com a regularização da empresa, a Adab determinou a desinterdição. A Secretaria então aplicou multa à empresa e decidiu mantê-la como fornecedora para o município.

Ainda segundo a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, o fornecimento vai ser restabelecido à medida que a produção, que foi atingida pela seca, for se recuperando. Também disse que já foram distribuídos mais de 76 toneladas de leite em pó para 14 municípios da região de Feira de Santana.

Bocão News

....