Feira de Santana: Após cinco meses vivendo em cativeiro, mãe e filhos são libertados

50806-2Uma mulher de 24 anos e duas crianças, uma de sete e outra de quatro anos, eram mantidos em cárcere privado há cinco meses na estrada do besouro, Pedra Ferrada, em Feira de Santana. O acusado, Carlito da Rocha Silva, 28 anos, é companheiro da mulher. Ele foi preso por policiais da Labo 65 da CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar). Ele não é o pai das crianças.

O soldado Wellington informou que a polícia chegou até o local onde as vítimas estavam presas, através de denúncias. Ele conta que ao chegar ao local, as crianças e a mulher já tinham sido resgatadas por vizinhos.

“Eles não estavam mais na residência. Os populares já tinham os tirado de dentro de casa e deram água e comida as vítimas. A mãe das crianças apresentava queimaduras e sinais de espancamento”, afirmou.

50807-3Ainda de acordo com o soldado, o acusado justificou que a mulher não estava em boas condições psicológicas e que a espancava, pois ela não cuidava nem da casa e nem das crianças.

O pai do menino de sete anos, Antonio Sobrinho, disse que há cinco meses não via o filho, pois não sabia onde ele estava morando. “Eu não sabia onde eles estavam, já tinha procurado a cidade toda, mas não encontrava”, disse.

Antonio contou que conversou com o filho, mas ele estava muito abalado e não quis falar nada. “Perguntei sobre o que aconteceu, mas ele não quis falar. O que pude notar é que eles estavam em uma situação muito ruim. O portão estava todo amarrado de arame, muitos ferros na porta e eles estavam presos lá dentro. Não tinha cama, não tinha nada. O quarto é pequeno e muito sujo”, afirmou.

As informações são do Acorda Cidade