Feira: Mulher é presa acusada de matar filho recém-nascido e jogar num cesto de roupa suja

    36677-2Uma mulher foi autuada em flagrante, pela delegada Monica Soares, acusada de ter matado seu próprio filho, logo após o nascimento da criança. Fracineide Suzart da Silva Carvalho, moradora do distrito de Maria Quitéria, estava grávida de nove meses e deu a luz a um bebê do sexo masculino. Ela contou que a criança teria caído no vaso sanitário, e em seguida ela teria jogado o bebê num cesto de roupa.

    Fracineide se sentiu mal e foi conduzida para o Hospital da Mulher, onde informou que teria sofrido um aborto espontâneo há mais ou menos um mês atrás. Outro filho de Francineide, de nove anos contou para a avó que ouviu o choro de uma criança dentro de casa. A avó saiu procurando e encontrou o bebê num cesto de roupa suja, dentro de um saco plástico.

    “Ela disse para a médica que a gravidez era de três meses e que tinha sofrido um aborto espontâneo, mas a médica percebeu o útero grande, indicando uma gravidez mais avançada. Por volta das 18 horas de ontem (24) a mãe de Francineide chegou ao hospital com o corpo do bebê dentro de uma caixa. Ali a gente percebeu que não se tratava de um aborto e sim de uma criança que tinha acabado de nascer. O bebê era uma criança formada, provavelmente de oito, nove meses de gestação”, relatou a delegada.

    Mônica Soares disse ainda que ouviu Francineide e que ela estava num estado psicológico perfeito. “Ela estava tranquila e muito fria. O filho dela ouviu o choro do bebê, o que indica que a criança nasceu com vida e provavelmente morreu asfixiada”.

    Fracineide, que ainda está internada no Hospital da Mulher, está presa sob custódia e seguirá para o Conjunto Penal de Feira de Santana, assim que receber alta médica. O corpo do bebê encontra-se no Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana. O caso foi registrado como homicídio.

    As informações são do repórter Aldo Matos do site Acorda Cidade