Feliciano relaciona reivindicações feministas a surgimento de “sociedade homossexual”

    IMAGEM_NOTICIA_5Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara Federal, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) relacionou a luta por direitos iguais entre homens e mulheres ao surgimento de uma sociedade predominantemente homossexual. As críticas de Feliciano às reivindicações do movimento feminista foram feitas em entrevista para o livro Religiões e política; uma análise da atuação dos parlamentares evangélicos sobre direitos das mulheres e LGBTs no Brasil. “Quando você estimula uma mulher a ter os mesmos direitos do homem, ela querendo trabalhar, a sua parcela como mãe começa a ficar anulada, e, para que ela não seja mãe, só há uma maneira que se conhece: ou ela não se casa, ou mantém um casamento, um relacionamento com uma pessoa do mesmo sexo, e que vão gozar dos prazeres de uma união e não vão ter filhos. Eu vejo de uma maneira sutil atingir a família; quando você estimula as pessoas a liberarem os seus instintos e conviverem com pessoas do mesmo sexo, você destrói a família, cria-se uma sociedade onde só tem homossexuais, você vê que essa sociedade tende a desaparecer porque ela não gera filhos”, defende o deputado na página 155, em declaração feita em junho de 2012. Informações do Globo.