Filho de deputado eleito pelo PT é aprovado em concurso da Sesab via cotas raciais

sollaAprovado em um concurso do governo da Bahia, o filho do ex-secretário de Saúde do Estado e deputado federal eleito pelo PT, Jorge Solla, atuará como médico no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Até aí tudo bem, já que Davi Jorge Fountoura Solla, 29, formou-se em medicina, igual ao pai. O problema é que o jovem entrou pelas cotas reservadas aos profissionais afrodescendentes.

Reportagem do Metro 1 mostra que um médico que participou do mesmo processo seletivo fez o seguinte questionamento, em contato com à Rádio Metrópole: “Desde quando o filho de Jorge Solla é negro, hein? A mãe não é negra, o pai não é negro… Além do mais, um menino que estudou nos melhores colégios, faculdades, teve tudo e tentou se garantir pelas cotas achando que tinha mais chance?”, disse o ouvinte, revoltado, que preferiu não se identificar.

A boa notícia é que médico não pilota ambulância do Samu. Em outubro de 2011, Davi Solla voltava de uma formatura no início da manhã de uma sexta-feira com oito pessoas dentro de um veículo quando o condutor perdeu o controle do carro, subiu no calçadão da orla do Porto da Barra e atropelou um pedestre que fazia cooper. Na época, a vítima, o advogado Marcos Tanajaura sofreu ferimentos e precisou ser levado a um hospital de Salvador. David Solla se recusou a fazer o teste do bafômetro e teve sua carteira de habilitação apreendida.

Em agosto deste ano, o governador Jaques Wagner (PT) sancionou a lei que regulamenta a reserva de 30% de vagas à população negra nos concursos públicos estaduais. A nova lei determina que a reserva de vagas será aplicada sempre que o número de vagas oferecidas no concurso público ou no processo seletivo simplificado for igual ou superior a três. (Bocão News)