Flamengo recusa acordo com familiares de garotos vítimas de incêndio

Os familiares das vítimas envolvidas no incêndio do Ninho do Urubu vão ser recebidos, nesta quarta-feira (20), pela Defensoria Pública do Estado após o Flamengo recusar o acordo proposto pelo órgão. De acordo com os defensores, todas as tentativas de negociação foram esgotadas, mas os valores apresentadores pelo clube estão distantes do que é considerado razoável diante da perda das famílias e de todos os envolvidos.

Já o Flamengo afirmou que foi oferecido um valor que está acima dos padrões que são adotados pela Justiça brasileira com objetivo de atender as famílias dos jovens atletas.

A coordenadora cível da Defensoria Pública, Cíntia Guedes, explica que o melhor caminho judicial vai ser apontado para os familiares durante a reunião.

Dois pontos estavam divergentes e não foram aceitos pelo Flamengo. O primeiro em relação ao valor da indenização paga às famílias e também sobre a pensão que seria disponibilizada aos parentes das vítimas, nesse último quesito, a Defensoria pública queria uma pensão de R$ 10 mil mensal para cada família, o Flamengo ofereceu 1 salário mínimo por um período de 10 anos.

3efdb233 5122 49e0 aedf 5eec0d5842af
Foto reprodução

Com o fim das tentativas de acordo, as instituições vão, a partir de agora, tentar uma reparação judicial. Em nota, o Flamengo informou que vai abrir um procedimento de mediação no Tribunal de Justiça do Rio e que vai convidar as famílias e também autoridades.