Fundador de companhia aérea morre após bater em caminhão no interior da Bahia

611

O empresário Walter Folegatti, do segmento hoteleiro, morreu em um acidente na Ladeira do Outeiro da Glória, em Porto Seguro, no sul da Bahia, por volta das 17h desta segunda-feira (23). Segundo informações de testemunhas, Walter, de 60 anos, subia a ladeira em uma caminhonete modelo S10, quando bateu na traseira de um caminhão. Ainda segundo as testemunhas, o caminhão, que pertence a um trabalhador autônomo, estava parado devido a um problema mecânico.

“Os dois pneus traseiros estouraram, mas o caminhoneiro não sinalizou o local”, declarou um policial. Com o impacto, os airbags da caminhonete foram acionados, mas, ainda assim, Walter teve ferimentos graves. O hoteleiro ainda conseguiu sair da cabine da S10 e sentou em uma calçada. Pessoas que passavam pelo local fizeram massagem cardíaca, na tentativa de reanimá-lo.

Walter era dono dos hotéis Beach Hills e Fênix
Walter era dono dos hotéis Beach Hills e Fênix

Uma equipe do Samu também foi acionada e prestou os primeiros socorros, mas não teve jeito. “Provavelmente, ele não avistou o caminhão parado porque foi ofuscado pelo brilho do sol”, finalizou o policial. Após a realização da perícia, o corpo do empresário foi removido para necropsia no Instituto Médico Legal. Um inquérito vai ser aberto para apurar o acidente.

Empresário de destaque

Era paulistano e também já foi sócio, juntamente com o irmão Humberto Folegatti, da extinta companhia área BRA
Era paulistano e também já foi sócio, juntamente com o irmão Humberto Folegatti, da extinta companhia área BRA

Segundo o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH/ Porto Seguro, Wilson Spangnol, a notícia chocou o trade turístico. Atualmente Walter era dono dos hotéis Beach Hills e Fênix, na orla norte de Porto Seguro. Walter era filho de pai italiano e graduado em engenharia. Era paulistano e também já foi sócio, juntamente com o irmão Humberto Folegatti, da extinta companhia área BRA, que operou entre os anos de 1999 e 2007. “Já foi dono, em Porto Seguro, da empresa de turismo PaneExpress, cujas atividades também já foram encerradas, dentre outras empresas do setor”, finalizou Wilson Spangnol, ainda muito abalado. // Radar 64.

....