Governador anuncia retorno de transporte intermunicipal em mais de 300 cidades da Bahia

O governador Rui Costa (PT) anunciou, na manhã desta segunda-feira (14/9), a flexibilização do transporte intermunicipal no estado. A partir desta terça-feira (15/9), 303 municípios serão ‘contemplados’. Assim, estarão autorizadas, nessas cidades, a circulação, a chegada e a saída de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

capa 152340 rui anuncia retorno de transporte intermunicipal em mais de 300 cidades aulas seguem suspensas
Crédito da Foto: Fernando Vivas // GovBa

“O decreto será assinado hoje e vale a partir de amanhã (15/9).  Vamos liberar 303 cidades. Vale até o dia 27 de setembro. Vamos publicar no Diário Oficial a lista. O transporte semiurbano estará liberado em todo estado. As regiões Sul e Extremo Sul ainda continuam com restrições. Porquê? Porque são as regiões que ainda têm uma resistência da doença ainda expressiva. Estamos segurando para ver uma evolução – queda do número de internamentos -, pra fazermos uma liberação. Dentro da região, o transprte está liberado. Entre regiões, não”, ressaltou o governador.

O transporte intermunicipal continua proibido em 114 cidades da Bahia. A maioria delas está localizada nas regiões Sul, Extremo Sul e Sudoeste do estado – por ter um registro de casos da Covid-19 mais expressivo.

AULAS E SHOWS

Rui Costa ainda foi questionado sobre o retorno das aulas. ” Ainda se mantém a restrição as aulas, tanto da rede da educação básica como de universidades. Estamos monitorando o número de ocupação dos leitos de UTIs, mas só podemos liberar quando esse número cair ainda mais, para termos uma segurança”, ressaltou. Quanto ao shows, Rui foi taxativo. “Só está liberado eventos com o público de até 100 pessoas”.

CARREATAS 

Neste último final de semana, diversas carreatas foram feitas no interior do estado, situação que deixou o governador em alerta. ” Lamentamos tal situação e já conversamos com o TRE para fiscalizar estas carreatas. É um risco à saúde das pessoas”.