Guerreira: Ana Maria Braga enfrentou e venceu outros 3 cânceres

45

Ana Maria Braga comoveu o público ao anunciar na edição de ontem (27) do Mais Você que descobriu um novo câncer e está mais uma vez lutando contra a doença. A apresentadora já teve outros três tumores malignos e deu vários depoimentos contando como enfrentou as situações, sempre com força, sinceridade e muita esperança.

Ana Maria Braga
Ana Maria Braga

Dessa vez, Ana Maria enfrenta um tipo mais avançado de câncer de pulmão, chamado de adenocarcinoma. Pelo estágio da doença, a apresentadora não passará por cirurgia e será tratada com ciclos de quimioterapia e imunoterapia. É uma situação diferente em relação ao quadro anterior dela, também no pulmão, em 2015 (o tumor era menor e menos agressivo).

Antes disso, em 2001 Ana Maria enfrentou um câncer colorretal, na regiões do reto e da virilha, e em 1991 teve câncer de pele e precisou fazer uma cirurgia profunda no braço. Em 2001 e 2015 ela já era apresentadora do Mais Você e anunciou as doenças e suas possíveis ausências do trabalho sem rodeios.

“As pessoas às vezes perguntam assim: ‘Mas por que você falou?’. Ué, porque era. A gente pode esconder algum tempo, mas nunca esconde o tempo inteiro. E não faria sentido fazendo o que faço, falando o que falo. Eu tenho a bandeira da verdade na mão. Seria incongruente. E ter o apoio do público fez toda a diferença”, explicou no programa Conversa com Bial.

“Duas pessoas sabendo de alguma coisa já é uma multidão. Mesmo você falando, há espaço para especulações. Se eu escondo, a bolha seria enorme. A verdade é o caminho mais curto. Dá menos trabalho”, também falou ela, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.

Além de conversar abertamente sobre sua saúde, a apresentadora aprendeu a dizer o nome da doença sem medo, sem criar apelidos. Chamar de câncer sem titubear é a forma de Ana Maria encarar o inimigo de frente. As células cancerígenas são suas inimigas.

“A palavra começou a fazer parte da minha vida. Optei falar com todas as letras, c-â-n-c-e-r, para combater o estigma, tirar o medo de que, se repetir a palavra ou usá-la inteira, você vai morrer disso”, opinou em depoimento à Folha.

Medo e estratégia de guerra

Mesmo determinada, Ana Maria não deixou de sofrer com o medo e o desespero. Ela confessou que, nos momentos em que teve medo de morrer, chorou muito, assim como nos momentos em que sentiu muita dor pelos tratamentos.

“Tinha hora em que eu ligava o chuveiro, deitava embaixo e chorava muito. É natural que isso aconteça. Eu tenho um limiar alto de dor, mesmo assim sofri. Tomava muita morfina quando eu podia [no tratamento do câncer de 2001]. Nas outras horas, eu trabalhava. Continuei trabalhando porque era um grande motivo para levantar todo dia”, afirmou.

Dessa vez, Ana Maria também seguirá trabalhando. Ela fará sessões de quimio e imunoterapia de 21 em 21 dias e vai continuar apresentando o Mais Você ao vivo, na medida em que se sentir bem para isso. A apresentadora terá seu próximo ciclo de tratamento no dia 14. Entre os dias 7 e 21 de fevereiro, estará de férias (já programadas), por isso não aparecerá na TV.

Além da vontade de seguir com seu programa, ela também ressaltou que manter o ânimo e não se deixar vencer emocionalmente pela doença são suas maiores estratégias na guerra contra o câncer.

“Em casos de problemas físicos, não só no câncer, você depende muito da sua cabeça, da qualidade do seu pensamento. Não pode ser da boca para fora. É preciso ter, o tempo inteiro, um nível de alerta com você mesmo. Você precisa ajudar o seu corpo a combater, com a rádio e a quimioterapia, aquelas células inimigas. Você precisa manter a cabeça alerta porque o resto dói tudo”, disse à Folha.

“Tive um momento de revolta quando foi diagnosticado o meu segundo câncer, porém, hoje, penso diferente. Acho que é uma experiência que nunca termina e o mais importante é a lição de vida que você tira dos acontecimentos trágicos que acontecem na sua vida. Para mim, o câncer me deu a certeza da finitude e isso me fez passar a ver a vida com muito mais sensibilidade”, escreveu Ana Maria em seu livro A Força da Fé, lançado em 2009.

“Eu não tenho dúvida que vou ganhar mais essa [luta contra o câncer]. Eu tenho muita fé, tenho uma força que vem de Deus”, discursou a apresentadora no encerramento do Mais Você de segunda-feira.