Homem é executado a tiros após vazar vídeo de sexo nas redes sociais

RTEmagicC_f686b2150b.jpgEm um país cheio de impunidade, onde a sede de se fazer justiça com as próprias mãos é cada vez mais frequente, não é uma boa ideia vazar vídeos íntimos e expor a intimidade de pessoas indefesas na web. A Polícia Civil de Altamira, interior do Pará, investiga a execução de um homem de 39 anos dias após a divulgação de um vídeo em que ele aparece fazendo sexo com uma jovem.

Edvaldo José Lopes foi assassinado a tiros disparados por dois homens em uma motocicleta enquanto aguardava em um semáforo. Os criminosos fugiram em seguida. Ele foi atingido por três tiros e chegou a ser socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu e morreu.

No vídeo, a vítima e uma jovem cantam um funk “Ela quer pau”, de MC Pikachu, enquanto fazem sexo.

A polícia investiga se a morte de Edvaldo tem relação com o vazamento das imagens. Ele havia passado a receber ameaças após a divulgação das imagens. O vídeo tornou-se um viral graças ao aplicativo para troca de mensagens WhatsApp.

Segundo o portal R7, após a divulgação do vídeo, a jovem fez um boletim de ocorrência contra o rapaz por constrangimento.