Homem é preso por exagerar na força e acabar matando mulher durante relação sexual

lorena-bueri-gata-do-paulistao-exibe-fotos-intimas-que-tirou-para-ex-namorado-1340120649301_600x400Um homem de 32 anos, foi preso após uma psicóloga, de 23 anos, morrer durante uma relação sexual com ele. O corpo da jovem foi encontrado na casa do homem.

Em depoimento, o homem classificou a situação como um acidente, negou ter violentado a mulher e afirmou que ela sugeriu “uma sessão de sexo violento” e pediu para ser estapeada e estrangulada. “Durante o ato, ela me pediu para apertar seu pescoço agredi-la porque ela gostava de sexo violento”, disse ele às autoridades, segundo a imprensa local.

Atendendo ao suposto pedido, o homem usou um cabo para estrangular a mulher, que sofreu um colapso e morreu. Legistas apontaram, após exames, que o pescoço dela foi quebrado durante o estrangulamento.
A imprensa local apontou que, antes de contar sua versão da história, o rapaz negou qualquer envolvimento na morte da psicóloga.

A polícia está vasculhando os celulares dos envolvidos para entender que tipo de relação os dois mantinham. Por enquanto, nenhuma acusação formal foi feita contra o jornalista. O caso continua sob investigação. O caso aconteceu na Cidade do México, no México.