“Homem galinha” muda o tom de voz quando fala com mulheres atraentes, diz estudo

20130529212906-20130529212906-reza-4Pesquisadores da Universidade de Stirling, na Escócia, concluíram que os homens, de maneira quase que instintiva, variam o tom da voz quando conversam com mulheres que os atraem, e que isso gera o efeito desejado em quem ouve.

Para Juan David Leongomez, líder do estudo, o homem adota um timbre mais grave porque acha importante “soar másculo”.

No entanto, como exagerar no tom pode passar a impressão de que são “agressivos e promíscuos”, a solução é variar o tom da voz para deixar a mulher mais confortável. “Isso coloca os homens em um dilema, pois eles têm de enviar duas mensagens simultaneamente, a de que é um cara másculo e a de que é um bom parceiro e bom pai”, diz Leongomez ao Daily Mail.

No estudo, foram apresentador 40 vídeos  de pessoas se apresentando brevemente, e 12 foram escolhidos: seis com os homens e mulheres mais atrantes, e seis com os considerados menos atraentes.

Os 12 vídeos foram então apresentados para um grupo de 110 pessoas, entre homens e mulheres, sem som. Os 110 tiveram então que explicar com quem gostariam de sair (no caso de vídeos do sexo oposto) e por que deveriam ser escolhidos (no caso de vídeos do mesmo sexo).

Os pesquisadores observaram que, ao falar com garotas que consideravam atraentes, os homens variavam o tom da voz com mais frequência, e que as mulheres, ao assistir aos vídeos de homens falando com quem os atrai e com quem não os atrai, se interessaram mais pelos primeiros. O estudo foi publicado no jornal Human Behavior and Evolution.