Império: Cora vai virar escrava de Jurema

cora11Cora (Marjorie Estiano) vai virar escrava de Jurema (Elizangela) nos próximos capítulos de “Império”. Reginaldo (Flávio Galvão) e a mulher vão chantagear a vilã com um vídeo comprometedor e a deixarão sem saída.

Tudo começará quando o empresário voltar de mais uma viagem misteriosa depois de descobrir que a mulher está trabalhando na casa de Cora. Ele avisará que só retornou para defendê-la da vilã. Jurema não acreditará, mas Reginaldo revelará que, certo dia saiu à procura do filho Jairo (Julio Machado) e acabou flagrando o momento em que o rapaz colocou Fernando (Erom Cordeiro) desacordado no banco do carona de um carro, sob ordens da megera.

– E daí que, exatamente no dia seguinte, veja que coincidência, saiu nos jornais que o carro do advogado caiu numa ribanceira e explodiu. E ele tinha morrido no acidente. Acontece que não foi acidente, é claro. Jogaram o carro no abismo com o coitado lá dentro – analisará Reginaldo, que contará que gravou um vídeo.

O casal concluirá que Cora fez questão de se livrar também de seu cúmplice, Jairo. Jurema, então, decidirá continuar trabalhando como empregada da vilã para conseguir provas e vingar o filho.

Certo dia, aproveitando uma ida da tia de Cristina (Leandra Leal) ao salão de Xana (Aílton Graça), Jurema chamará o marido e os dois acharão a caixa onde a megera esconde seus segredos. Porém, quando estiverem examinando os pertences, Cora chegará. Sem saída, a dupla fingirá que estava transando na cama da vilã.

Ela quase acreditará, mas, quando estiver saindo do quarto, verá a boneca que costuma deixar em cima da caixa caída no chão e saberá que o cômodo foi vasculhado. Jurema tentará se explicar, mas Reginaldo logo ameaçará chamar a polícia e revelará que gravou um vídeo. Cora assistirá à filmagem e debochará:

– Mas onde que tem crime? Nesse filminho só fica claro que Fernando bebeu demais, estava trocando perna, não dizia coisa com coisa, e veio aqui dar escândalo. Praticamente desmaiou aqui no meio da sala! O Jairo chegou, eu pedi a ele que me ajudasse a levar o bebum do Fernando até o carro.

– Dona Cora, o vídeo foi feito na noite em que o tal Fernando morreu num desastre de carro! – insistirá Jurema.

– Pois é, se beber, não dirija, nunca ouviu esse aviso? É o que explica tudo! O Fernando, bêbado do jeito que estava, deve ter perdido o controle do carro.

– Não foi bem assim. Eu li a notícia nos jornais, e depois acompanhei o caso. O exame toxicológico feito no corpo do rapaz provou que ele não tinha ingerido nenhuma substância tóxica, nem mesmo álcool! Portanto, Cora, esquece essa lorota que acabou de contar pra gente. Porque, se repetir isso para a polícia, você está é lascada! – arrematará Reginaldo.

Cora vai se desesperar e acabará implorando para não ser denunciada. Ela dirá que está disposta a tudo e Jurema aproveitará:

– Vamos trocar de posições. Até hoje, você era minha patroa, e eu penava na sua mão. Mas, de agora em diante, dona Cora é que vai ser minha escrava!

A vilã aceitará e Reginaldo vai obrigá-la a cortar suas unhas dos pés. Já Jurema mandará que ela esfregue o chão e pedirá um lanche. Humilhada, a megera prometerá virar o jogo.