“Invasão” de mariposas intriga moradores de cidade baiana

mariposaMariposas “invadiram” a cidade de Prado, na região extremo-sul da Bahia, e a aglomeração do inseto em vários pontos intriga moradores, a prefeitura e até boólogos. De acordo com a secretária de Meio Ambiente do município, Benedita Barreto, mariposas “tomaram” conta da cidade desde segunda-feira (6). Segundo ela, os insetos aparecem mais durante a noite.

“Nunca aconteceu isso aqui. Não é uma quantidade pouca. São tantas mariposas que elas chegam a atrapalhar alguns comerciantes da cidade”, relatou ao G1 nesta quarta-feira (8).

Um dos locais onde os insetos mais se concentraram foi nas paredes da Igreja Nossa Senha da Purificação, um dos pontos turísticos. Também é possível vê-las aos montes nos bancos da praça, localizada perto do templo, e pelo chão.

mariposa-4“A parede da igreja ficou parecendo que tinha feito alguma colagem de papel. É um local que tem muitas lâmpadas, mas a gente não sabe se é a luminosidade que está atraindo”, disse a secretária, afirmando que a entrada da cidade também está “infestada”.

“Durante o dia, elas nem aparecem tanto. É mais no período da noite. E estão também na praça de alimentação da cidade, que também é bastante iluminada”, destacou.

A secretária informou, ainda, que uma reunião será realizada com representantes do Meio Ambiente, da Secretaria de Saúde e da Vigilância Sanitária municipal para verificar quais ações serão tomadas para combater os insetos.

O autônomo Rosinaldo do Rosário, que mora na cidade há mais de 50 anos, afirmou que também nunca viu nada parecido. “Quando eu vi de longe pensei que tinha alguém fazendo limpeza com sabão em pó nas paredes da igreja. Eu pensei que fosse espuma”, afirmou.

mariposa-3Risco à saúde
Quem olha bem de perto, percebe que as mariposas estão depositando ovos nos locais onde pousam. O biolólogo George Soares afirmou que a espécie está no período de reprodução, mas não sabe precisar o que atraiu tantas mariposas para a cidade.

“Trata-se de uma praga e toda praga é causada por um desequilíbrio ecológico. É necessário fazer um estudo para saber a causa dessse desequilíbrio”.

O especialista também alerta que é preciso ter cuidado porque os insetos podem causar problemas de saúde. “O pó liberado pelas mariposas brancas pode provocar dermatite [reação alérgica da pele]. A gente aconselha que as pessoas não cheguem muito perto delas. Também podemos considerar isso um problema ambiental e um caso de saúde pública”, disse.

Fonte: G1/BA