Irmãos são presos por estupro de meninas de 10, 11 e 13 anos na Bahia

presosA Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Teixeira de Freitas, na região Sul da Bahia, sob o comando da delegada Drª Andressa Carvalho efetuou a prisão de dois irmãos acusados de estupro de vulnerável e corrupção de menores na manhã desta sexta-feira (29).

A operação contou com apoio de policiais militares  lotados na 87ª CIPM. Os irmãos foram identificados como sendo Gilvano Pereira de Souza, vulgo “Negão” e Mariza Pereira de Souza, vulgarmente conhecida como “Bira”.

Apesar de ter denunciado o caso ao Conselho Tutelar da cidade, a mãe das meninas também é investigada pela polícia por suspeita de estar sendo conivente com os abusos em troca de dinheiro. A polícia levantou essa possibilidade depois de ouvir o depoimento das crianças, que afirmaram que após as relações, sempre levavam dinheiro para casa e entregavam à mãe.

De acordo com a delegada Andressa Carvalho, da Delegacia Especializada em Atendimento a Mulher (DEAM), que investiga o caso, as crianças moram com os pais em uma casa na zona rural do município, perto do distrito de Santo Antônio, às margens da BR-101. A mãe, que está desempregada, fica em casa cuidando das crianças, enquanto o pai trabalha com capinagem e colheta de café.

Nesta semana, duas das crianças – as garotas de 10 e 11 anos – teriam sido levadas pela irmã do suspeito de estupro para a casa dele, localizada no bairro Colina Verde. Segundo a delegada, no local, uma delas foi abusada. Em depoimento, a menina de 11 anos afirmou que foi obrigada a tomar cachaça antes de ter relação sexual com o homem. A mãe das crianças disse à polícia que não viu o momento em que as meninas saíram de casa com a suspeita.

Após o ato sexual, os suspeitos teriam dado R$ 20 para as vítimas. De acordo com a delegada, a menina de 10 anos não foi abusada desta vez, mas também já teria sido vítima dos mesmos suspeitos em outra ocasião, junto com as irmãs de 11 e 13 anos.

“Tudo partiu depois dessa denúncia da propria mãe. Ela disse que os suspeitos teriam levado as meninas de casa sem o seu consentimento e que isso já havia ocorrido outras duas vezes. Após a denúncia, a polícia foi atrás e encontrou as vítimas na casa dos suspeitos”, disse a delegada.

Segundo a polícia, as meninas alegaram que levavam dinheiro para casa e a mãe não questionava a procedência.

De acordo com informações do G1/BA, os irmãos suspeitos do abuso foram autuados em flagrante e encaminhados ao presidio de Teixeira de Freitas. Ainda segundo a delegada, exames médicos foram realizados nas meninas, e os laudos poderão confirmar os abusos. As três vítimas foram encaminhadas para acompanhamento psicosocial.