Itiúba: Prefeitura pretende gastar cerca de R$ 1 milhão apenas com assessorias e consultorias

DSCN97481A Prefeitura de Itiúba deve gastar esse ano com Assessorias Jurídicas, Contábeis e outras Consultorias a bagatela de mais 800 mil reais.

O Prefeito Banga (PT) não brincou em serviço. Contratou empresas de assessorias, consultorias e demais profissionais autônomos para comprometer mais de meio milhão de reais em serviços de assessoria jurídica, contábil, Siga e Siconv no orçamento, com o custo para 2015 no valor total de R$ 829.490,68 (Oitocentos e vinte e nove mil quatrocentos e noventa reais e sessenta e oito centavos).

Todos os contratos estão publicados no Diário Oficial do Município, no site, www.indap.org.br, o que detalhamos a seguir:

1. Processo de Inexigibilidade nº 011/2015 – ANTÔNIO FREDERICO GOMES PAIXÃO – para prestar Assessoria Trabalhista, no valor total de R$ 73.540,72 (setenta e três mil quinhentos e quarenta reais e setenta e dois centavos).

2. Processo de Inexigibilidade nº 001/2015 – TARCÍSIO DE ANDRADE BERNARDO – para prestar Assessoria na área jurídica administrativa, no valor total de R$ 105.600,00 (cento e cinco mil e seiscentos reais).

3. Processo de Inexigibilidade nº 008/2015 – PATRÍCIA RAMOS CARNEIRO FALCÃO – para prestar assessoria em Recursos Humanos, no valor total de R$ 89.829,96 (oitenta e nove mil oitocentos e vinte e nove reais e noventa e seis centavos).

4. Processo de Inexigibilidade nº 003/2015 – M M MAGALHÃES CONTABILIDADE LTDA, para assessoria em Contabilidade Pública, no valor total de R$ 332.800,00 (trezentos e trinta e dois mil e oitocentos reais).

5. Processo de Inexigibilidade nº 009/2015 – PRISMA CONTABILIDADE PÚBLICA, para assessoria e Consultoria Contábil e Administrativa, no valor total de R$ 49.800,00 (quarenta e nove mil e oitocentos reais).

6. Processo de Inexigibilidade nº 010/2015 – FORLAN ASSESSORIA EM GESTÃO PÚBLICA LTDA-ME, para assessoria do Sistema SIGA, no valor total de R$ 33.800,00 (trinta e três mil e oitocentos reais).

OBS: Contrato para Assessoria ao SIGA e quando o cidadão vai fazer o controle social pelo site do TCM, percebe que o SISTEMA SIGA está sempre desatualizado. E ai?

7. Processo de Inexigibilidade nº 0144/2015 – PEREIRA e CARNEIRO, para prestação de serviços técnicos de Assessoria no SICONV, no valor total de R$ 36.000,00 (trinta e seis mil reais).

8. Processo de Inexigibilidade nº 005/2015 – JOSÉ ANDERSON FONSECA GUIMARÃES, para assessoria em serviços técnicos e especializados como arquiteto, no valor total de R$ 36.120,00 (trinta e seis mil cento e vinte reais).

9. Processo de Inexigibilidade nº 004/2015 – HEMERSON CARDOSO GUIMARÃES, para assessoria em serviços técnicos e especializados como Engenheiro Civil, no valor total de R$ 72.000,00 (setenta e dois mil reais).

Resta saber quais são os serviços efetivos das assessorias prestados por estas empresas, visto que além delas outros profissionais foram contratados, numa prefeitura que tem muitos servidores efetivos, concursados, diversos contratados e nomeados por comissão que já fazem a execução de alguns desses serviços.

O que mais nos intriga é o volume de contratos para poucas demandas, numa cidade onde falta tudo, saúde, exames, remédios, transporte para doentes, cirurgias, emprego, assistência social e, acima de tudo, respeito com o dinheiro público e com as pessoas.

Enquanto isso servidores contratados através das COOPERATIVAS de mão de obra pela Saúde e Educação seguem sem receber seus salários, além de muitos já terem sidos dispensados sem receberem os atrasados, os garis trabalhando sem as devidas condições necessárias, a Guarda Municipal sem condições de trabalho e o povo indo embora toda semana para São Paulo e outras cidades.

Fonte: Comitê 9840