Itiúba – Vereadores poderão votar contra o parecer do TCM para deixar Cecília elegível

    camara-municipalNo município de Itiúba os vereadores vão apreciar as contas referentes ao ano de 2011 da ex-prefeita Cecília Petrina (PT). As contas foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA).

    Vale lembrar que a ex prefeita Cecília teve suas contas referentes a 2005, 2007, 2008 e 2010 rejeitadas e aprovadas pela Câmara, faltando o parecer das contas referentes a 2011 que irá ao plenário da Câmara na próxima sessão, na terça-feira (14/04). O exercício de 2012 ainda está sendo analisado pelo TCM e a qualquer momento os técnicos emitirão o parecer aprovando ou rejeitando o exercício de 2012.

    Se for realizar uma analise, de 2005 a 2011 nas duas gestões da ex prefeita Cecília, só teve 2006, 2009 e 2010, (três) exercícios aprovados com ressalvas, em 4 (quatro) exercícios 2005, 2007/2008 foram rejeitadas pelo TCM, porém, a ex gestora conseguiu reverter através de votação na Câmara para não ficar inelegível em 2014. Em 2011 a sombra da inelegibilidade voltou!

    Mas segundo informações, os vereadores estão dispostos a seguir a ordem do atual prefeito Banga (PT), e vão aprovar as contas da ex prefeita Cecília (PT), para deixá-la elegível, para isso podem votar contra o parecer técnico do TCM.

    Os moradores estão ansiosos pelo resultado da votação de terça-feira (14/04), para conhecer os vereadores que poderão votar contra o parecer dos técnicos do TCM que possuí habilitação para analisar as contas dos gestores. Será que os edis de Itiúba têm conhecimentos técnicos para contestar o TCM? Será que os vereadores estão preparados para justificarem seus votos junto à população? Será que haverá uma mesa de negociação entre legislativo e executivo?

    Vamos esperar as respostas destas questões na próxima terça-feira, a partir das 19:30 hs na Câmara de Vereadores do município de Itiúba. Sintam-se todos convidados para conferir o voto dos representantes do povo. Pedimos aos nobres vereadores que coloque no plenário o “voto aberto” para a população refletir o resultado.

    Enviado por: ABELHA NEWS.