Jornalista diz que prefeito de Queimadas é um político sem princípios que age como “Moleque”

tarcisioO jornalista Haroldo Aquilles voltou a fazer duras críticas contra o prefeito de Queimadas Tarcísio Pedreira em seu blog. Em mais um artigo polêmico o blogueiro detona o gestor, palavras fortes como “moleque, prepotente, e alcaide despreparado”, não faltaram no texto. veja:

É costume nas sociedades mais atrasadas dizer-se que o povo tem o prefeito que merece. É uma forma que os reacionários, os fascistas, os políticos radicais de direita e a imprensa reacionária (como a nossa) usam para estigmatizar a população mais pobre e perpetuar a máxima de que o povo, entre outros defeitos, não sabe votar.

Ocorre que a realidade, historicamente, tem demonstrado a falácia dessa premissa. O povo, ao contrário, sabe votar e escolher seus governantes. Exemplo maior foram os oito anos de Lula na Presidência da República e, com certeza, os oito anos de Dilma que transformaram e vem transformando este País com uma política de governo voltada para os mais humildes.

Mas como é normal numa democracia o povo nem sempre acerta. Contudo, como a democracia é o único regime capaz de dirimir essas dúvidas, por repetição, realizando eleição após eleição, o resultado é o aprimoramento das nossas instituições. Com o tempo prevalece a escolha dos melhores.

Vivemos, em Queimadas, este tipo de turbulência. Está claro que a população, ao escolher o atual alcaide Tarcísio Pedreira para dirigir nossos destinos por quatro anos, errou. Mas acreditou estar fazendo a escolha certa. Esse erro, no entanto, não é garantia de que outro candidato, se eleito, trouxesse a solução para todos os nossos problemas.

Não traria, com certeza. Mas não seria e nem agiria como um moleque. Como um ignorante. Como um prepotente, arrogante, desprovido de bom senso e, o mais grave, de caráter.

Para infelicidade de todas as pessoas dotadas de um mínimo de consciência essa figura de menino travesso, no pior sentido, foi eleita (mas, com mandato sob suspeição por acusação de compra de voto). A certeza é de que será defenestrada do poder que usurpou com a mentira. Ou pela Justiça, ou nas urnas em 2016.

É um político sem princípios que, acuado em virtude de sua desastrosa administração, escolhe os mais humildes para espinafrar, ofender, humilhar e achincalhar como se estivesse acima do bem e do mal e, o que é pior, da lei.

A explosão de grosserias assacadas por este alcaide sem preparo, sequer, para conviver com pessoas educadas, contra um funcionário público (declino o nome por respeito à sua pessoa e à sua família), beira as raias do absurdo.

Este alcaide que age como um moleque foi a uma emissora de rádio humilhar um funcionário público por este emitir uma opinião contrária à realização de uma seleção pública (não é concurso). Prova cabal de seu despreparo para assumir uma prefeitura do porte de Queimadas.

E, diga-se a bem da verdade, o servidor público não teceu qualquer comentário sobre se havia, ou não, qualquer suspeita sobre a realização da estranha seleção. Questionou, apenas, como toda a população, inclusive o âncora do jornal do Meio Dia, da Rádio Queimadas FM, Jairo Alves, os critérios a serem utilizados.

Em especial, se as pessoas participantes da seleção, mas que não estão empregadas na prefeitura nos cargos oferecidos estariam, de verdade, disputando as vagas. A reação, desproporcional, do atual prefeito mostrou que ele não ofendeu apenas o servidor e a sua família. Foi a comprovação de que há sombras por trás dessa seleção e de que ela, na verdade, não vai passar de um jogo de “cartas marcadas”.

Fonte: Haroldo Aquilles (Blog Queimadas-Bahia)

*Não conseguimos localizar o prefeito para comentar as acusações do jornalista, caso o prefeito ou sua assessoria queiram se manifestar sobre a reportagem, nosso e-mail de contato é: gabriel@portaldenoticias.net