Jovem é mantida acorrentada dentro de cela durante três meses por casal no interior da Bahia

je7e5zrsn_66d0c1egxp_fileUma jovem de 22 anos foi mantida em cárcere privado por três meses, no município de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima era mantida acorrentada dentro de uma cela na casa de um casal que tem três filhos. A jovem foi resgatada por policiais militares da 77ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar), após vizinhos ouvirem gritos e discussões e acionarem a polícia.  Os suspeitos conseguiram fugir antes de a chegada da PM.

Conforme a PM, a mãe da vítima informou que a jovem estava desaparecida havia três meses. A polícia ressaltou que a jovem não soube informar ao certo como chegou até a casa onde era mantida em cárcere, disse apenas que havia sido convidada por um conhecido para trabalhar no local.

f502pyswd_9pv87jg8cu_fileA mulher sofria pressão psicológica e física. A jovem relatou à polícia que era estuprada pelo seu “patrão” e espancada pela sua “patroa”, além de ser queimada com ferro de passar roupa.

A vítima foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhada ao Hospital São Vicente.

A unidade hospitalar informou à polícia que a vítima está com úlceras, desnutrição, desidratação e palidez e continua internada, sem previsão de alta. (Com informações do R7/BA)