Jovem suspeito de estupro é morto por populares dias antes de laudo provar sua inocência

O jovem suspeito de abusar de uma menina, que foi encontrado morto em São Gonçalo do Sapucaí (MG) na segunda-feira (3), era inocente. Um exame descartou o abuso. Só que o homem já havia sido assassinado antes do laudo ficar pronto.

Moisés Nicolau, de 20 anos, estava desaparecido desde o dia 7 de maio. Naquele dia a companheira dele registrou um boletim de ocorrência por estupro de vulnerável.

A suspeita era que ele havia abusado da enteada. A mãe foi até a delegacia depois que uma vizinha contou que viu o homem vestir a criança de 4 anos. O boato se espalhou no bairro onde eles moravam e logo depois, Moisés desapareceu.

“Pegaram ele e já ligaram falando que por volta de umas 15, 20 pessoas tinham pegado ele pra matar ele, porque ele tinha sido acusado de estupro”, disse uma testemunha que não quis ser identificada.

Foto reprodução

Os exames feitos na menina no IML de Pouso Alegre foram concluídos e dias depois descartaram o estupro.

Na última segunda-feira, quase um mês depois da denúncia de estupro, a polícia encontrou o corpo de Moisés em uma cova, a cerca de 10 quilômetros do Centro da cidade.

A investigação está em segredo de justiça. Dois homens estão presos em Pouso Alegre suspeitos de participar do homicídio. A polícia ainda apura a participação de outras pessoas no crime.

....