Juazeiro – Prefeito cassado bate forte na oposição e reitera que juiz foi induzido ao erro

velosoeisaacnatransamericafmAo participar do programa Geraldo José na tarde desta terça-feira (17) na Transamérica FM, o prefeito de Juazeiro Isaac Carvalho bateu forte na oposição autora do processo na 47ª Zona Eleitoral que resultou na sua cassação na última sexta-feira (13). “Enquanto a oposição tenta tumultuar o processo nós estamos tranquilos e cumprindo agenda positiva em favor de obras para Juazeiro como o reinício da Travessia Urbana, BR-235 e vamos receber nesta quarta-feira o presidente da FIEB que está ampliando os serviços do SESI e SENAI na cidade”, declarou o prefeito.

Em dado momento da entrevista, o prefeito acusou a oposição de apresentar provas “falsas” que induziram o juiz ao erro. “nós vamos provar ao longo do processo que a oposição apresentou provas que traduzem a realidade dos fatos. Eles estão é com dor de cotovelo por conta da nossa vitória que foi esmagadora, nunca vista na história da cidade, oportunidade em que aproveito mais uma vez para agradecer ao povo de Juazeiro. A oposição está incomodada, pois é grande o volume de obras entregues e que estão em andamento, coisa nunca vista em Juazeiro. Com isso tentam desestabilizar o nosso governo na esperança de retornar ao atraso em que sempre deixaram a nossa cidade, mas não vão conseguir porque o povo não vai deixar”, expressou Isaac.

“Nossos advogados estão empenhados em levar a realidade dos fatos a Justiça Eleitoral, diferente dos nossos adversários que querem a todo custo nos tirar do poder às custas de mentiras. Tenho total convicção que vamos com o recurso permanecer administrando e também iremos reverter a decisão em primeira instância no TRE ou TSE, para desespero dos nossos opositores que torcem e trabalham contra Juazeiro”, continuou.

Por último, Isaac considerou normal a manifestação que está sendo organizada para esta sexta-feira (20), na Praça da Bandeira, onde o movimento “Acorda Juazeiro” promete levar às ruas da cidade o manifesto “Fora Isaac”.

“Nós vivemos num estado democrático e de direito onde os nossos adversários podem se manifestar, desde que não haja balbúrdia ou vandalismo. Só que o movimento tem o cunho político e a sociedade que faça a avaliação e observe quem quer o bem de Juazeiro, quem está trabalhando incansavelmente pela cidade, esquecendo, inclusive, os nossos afazeres pessoais para se dedicar integralmente ao povo da nossa terra”, concluiu.

Geraldo José