Justiça ordena investigação sobre misteriosa castração de 400 homens

A Justiça da Índia investiga a quase dois anos se centenas de homens foram castrados em um centro de espiritualidade do país como condição para se encontrarem com a divindade através de um líder religioso.

shutterstock scalpel

A Suprema Corte dos estados de Punjab e Haryana, no noroeste do país, determinou que os serviços de inteligência e as autoridades sanitárias iniciassem as investigações em 2014 após receber a denúncia de uma das vítimas.

As castrações teriam acontecido no centro Dera Sacha Sauda da cidade de Sirsa, no estado de Haryana, dirigido por um líder espiritual, Gurmeet Ram Rahim Singh, onde o denunciante, Hansraj Chauhan, viveu durante anos.

Este homem, que foi submetido à castração, afirmou em sua denúncia que 400 “sadhus”, ascetas hindus, foram castrados por médicos do centro com a promessa de encontrar Deus através deste líder, relatou este meio.

guru
líder espiritual, Gurmeet Ram Rahim Singh

Chauhan, de 34 anos, foi levado por seus pais, seguidores do guru, quanto tinha 16 a este centro, onde permaneceu até os 31.

A extirpação dos genitais aconteceria, segundo ele, em operações dolorosas que levavam mais de um mês para se recuperarem.