Ladrão é humilhado após tentativa frustrada de roubar carro

ladrao2Um jovem de 25 anos foi humilhado e preso por moradores no bairro Jardim Santa Rosália, em Sorocaba (SP), quando tentava roubar um carro. O suspeito foi dominado e agredido pelas pessoas, que o amarraram até a chegada da polícia.

O crime aconteceu no dia 21 de março, na rua Olavo Bilac. Segundo informações do boletim de ocorrência, um vendedor de carros de 35 anos estava manobrando o veículo quando foi abordado pelo homem, que afirmou estar armado e exigiu a entrega da aliança. O suspeito ordenou ainda que a vítima passasse para o banco do passageiro para poder levar o carro.

O patrão da vítima percebeu a ação e começou a gritar, chamando atenção de moradores que passavam pelo local. Em depoimento à polícia, uma testemunha contou que eles correram atrás do suspeito até alcançá-lo na rua Aparecida.

ladrao_1A testemunha afirmou aos investigadores que o homem ficou fazendo ameaças e se batendo no chão, o que dificultou a prisão. Ele foi amarrado com uma corda e acabou ficando apenas de cueca na calçada.

O grupo fugiu quando a viatura da Polícia Militar chegou. No local, ficaram apenas as vítimas, a testemunha e o suspeito. Ele afirmou que tinha usado LSD e sido agredido. Reclamou ainda de dores e dificuldades para respirar.

De acordo com o boletim de ocorrência, nenhuma arma foi encontrada com o homem. O anel roubado também não foi localizado. Já o carro foi entregue para a vítima.

Após o registro da ocorrência de flagrante por roubo no Plantão Norte, o suspeito recebeu atendimento na Unidade Pré-Hospitalar (UPH) da Zona Norte e passou por exames no Instituto Médico Legal (IML).

O laudo apontando as possíveis agressões deve ficar pronto em uma semana. O homem foi encaminhado para a Cadeia Pública de São Roque (SP) e transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Aparecidinha, em Sorocaba (SP). Segundo a polícia, ele não tinha antecedentes criminais.

Só no primeiro semestre de 2014, 50 pessoas foram vítimas de linchamentos. Os três estados com maior número de casos foram São Paulo (11 crimes), Rio de Janeiro (7) e Rio Grande Norte (5). (Com informações do G1/SP