Levantamento revela que risco de estupro é 3,6 vezes maior com embriaguez

embriagueaDe acordo com um novo recorte do Levantamento Nacional de Álcool e Drogas mulheres que abusam do álcool têm 3,6 vezes mais chances de serem vítimas de estupro. Segundo a pesquisa, quando as mulheres já têm um diagnóstico de dependência de álcool, as chances de sofrerem violência sexual aumentam para cinco vezes. Segundo matéria da Folha, a pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) entrevistou 4.607 pessoas com mais de 14 anos em 149 cidades como amostra da população brasileira com margem de erro de cinco pontos percentuais. O uso abusivo de álcool é chamado de “binge” e corresponde à ingestão de quatro unidades de álcool (que equivale a uma lata de cerveja ou uma taça de vinho) para mulheres e cinco unidades para homens em pouco tempo (duas horas). Ainda de acordo com o levantamento, sob o efeito do álcool, 89% das mulheres não evitam situações de risco, como estupros. Outros dados da pesquisa serão apresentados ainda nesta sexta-feira (16).