Link dedicado x Banda larga: entenda as diferenças

Nas empresas, as distâncias têm se tornado cada vez menores graças às reuniões via conferência, troca de e-mails e sistemas integrados via web. Por isso mesmo, ninguém quer ter dor de cabeça com a conexão. Com tanto trabalho e decisões a tomar, não dá para ficar refém de uma conexão ruim, não é mesmo? As empresas estão cada vez mais investindo em uma internet de qualidade, que facilite a rotina de seus clientes e ajude a produtividade e eficiência dos seus parceiros.

Nesse cenário, o link dedicado pode te ajudar oferecendo robustez e constância de conexão com qualidade superior à Internet tradicional. Conheça algumas dicas da Vivo Empresas  e saiba mais sobre o assunto:

 Qual a diferença entre link dedicado X banda larga?

A principal diferença do link dedicado e a internet banda larga comum é a velocidade da conexão. Com o link dedicado, a velocidade é muito maior. Além disso, o serviço de link dedicado tem mais estabilidade se comparado ao da banda larga comum.

Quem tem banda larga pode sofrer com “picos” de conexão, já que para este serviço, a conexão é distribuída para vários usuários, e com isso, o sinal tende a sofrer mais oscilações, especialmente quando muitas pessoas estão conectadas ao mesmo tempo.

Link dedicado ou banda larga. Qual escolher?

Quando o cliente necessita de alta escalabilidade sem perda de qualidade do acesso, serviços de link dedicado são indicados. Já para processos como acesso à internet para navegação e moderado consumo de downloads e uploads, a banda larga convencional pode ser utilizada.

O link dedicado tem se apresentado como uma boa solução para quem precisa de uma entrega mais eficiente, e na hora de contratar o serviço de link dedicado, muitos clientes ainda possuem dúvidas de como esse serviço funciona.

Como funciona o link dedicado? 

Enquanto nas conexões de banda larga vários usuários compartilham o mesmo caminho até ele, o link dedicado trabalha com uma conexão exclusiva, uma espécie de “caminho livre”. A principal vantagem é que ele não passa pelo congestionamento de usuários que existe na banda larga, garantindo assim a velocidade e a estabilidade de sinal.

O que eu preciso saber para adquirir um link dedicado?

Os serviços de link dedicado são basicamente iguais, mas é válido prestar atenção em algumas questões que podem fazer diferença. Veja abaixo  os principais pontos para avaliar:

Velocidade da banda

Antes de contratar um link dedicado, você precisa saber que a velocidade de banda necessária não é a mesma do que a de uma de banda larga comum. Isso acontece porque na banda larga há uma perda de sinal até a conexão chegar ao usuário, pelo fato da conexão ser compartilhada. Já o link dedicado garante entrega total da velocidade contratada. Como não existe disputa pelo sinal, a velocidade do link dedicado é naturalmente mais rápida.

Número de computadores conectados

Para decidir sobre a velocidade de banda do link dedicado que atenda às necessidades da sua empresa, é necessário considerar o número de computadores conectados e a finalidade da conexão.

Em geral, um link dedicado de 1Mbps é suficiente para uma empresa que possua entre 10 e 20 colaboradores navegando e acessando e-mails. Já para atividades que demandem mais banda, como ligação VoIP e download de vídeos HD em tempo real,  videoconferências, utilizar aplicações e backup em nuvem,  a banda precisa ser maior.

IPs fixos

Ao contratar um link dedicado, o contratante também tem direito a alguns IPs fixos. Com eles, é possível instalar servidores próprios com acesso externo dedicado, assegurar que o site da empresa fique estável mesmo recebendo muitas visitas e contratar serviços de certificação SSL para ter segurança de dados.

Disponibilidade de conexão

É preciso ficar atento à garantia de alta disponibilidade da conexão. Isso significa que o servidor precisa garantir a quantidade de tempo de estabilidade da conexão, sem quedas. O serviço da  Vivo Empresas assegura disponibilidade superior a 99% e possui suporte exclusivo 24h.