Maconha é consumida por 3 milhões de brasileiros e 8 milhões experimentaram

    No Brasil 7% da população adulta já experimentou maconha na vida, representando 8 milhões de pessoas. Dessas, 3 milhões usam frequentemente. Os números são do II Levantamento Nacional de Álcool e Drogas-Lenad, realizado pela Universidade Federal de São Paulo.

    O estudo mostra que quase 600 mil adolescentes (4% da população) já usaram maconha pelo menos uma vez na vida, enquanto a taxa de uso no último ano foi idêntica à dos adultos (3% equivalente a mais de 470 mil adolescentes).

    Mais da metade dos usuários, tanto adultos quanto adolescentes consomem diariamente (1,5 milhão de pessoas). A maconha é a substância ilícita mais consumida em todo o mundo.

    A idade de experimentação é um indicador importante pois está associada com o desenvolvimento de dependência bem como com o abuso de outras substâncias. Mais de 60% dos usuários experimentaram a droga pela primeira vez antes dos 18 anos de idade.

    Embora a quantidade de usuários relatados no Brasil seja relativamente pequena, a percentagem de dependentes  entre usuários é a mesma encontrada em paises com maior prevalência de uso. Na adolescência os índices de dependência alcançam 10% entre usuários.

    A identificação de dependência de maconha usada pelo estudo não leva em consideração a quantidade ou freqüência de uso da droga, mas sim aspectos comportamentais comuns da dependência.

    São avaliados:
    1) Ansiedade e preocupação por não ter a droga
    2) Sensação de perda de controle sobre o uso
    3) Preocupação com o próprio uso
    4) Ter tentado parar
    5) Achar difícil ficar sem a droga

    Além disso, também foi detectado que um terço dos adultos usuários já tentaram parar e não conseguiram, enquanto 27% já apresentaram sintomas de abstinência ao tentar parar.