Mãe de 54 anos é aprovada no vestibular da UNEB junto com a filha na Bahia

juliana_e_eliza“Tá ficando velha e tá ficando louca”. Essa foi uma das frases que Eliza Vera Cerqueira Santos, de 54 anos, ouviu ao anunciar que passou no curso de Educação Física do vestibular 2014.1 da Universidade Estadual da Bahia (UNEB). O anúncio foi feito juntamente com a notícia de que filha dela, Juliana Cerqueira, 24, também havia sido aprovada na mesma universidade, só que para o curso de Direito.

Eliza já é formada em Serviço Social, tem especialização em Gerontologia e este ano resolveu prestar vestibular para Educação Física. “Não ligo para críticas que possam me deixar para baixo. Gosto muito de trabalhar com idoso, atividade física recreativa para eles. Então, para fazer um trabalho melhor, achei por bem complementar meus conhecimentos estudando Educação Física”, conta Eliza.

Membro do Conselho Municipal dos direitos da pessoa idosa de Morro do Chapéu e colaboradora de um abrigo de idosos na cidade, a assistente social terminou o curso de graduação em 2012. Em 2013, concluiu a pós-graduação e em 2014 estará matriculada no curso de Educação Física da UNEB.

A filha de Eliza também passou no vestibular da mesma instituição. “É o segundo ano que tento vestibular. No primeiro não estudei muito, mas este ano, eu e minha mãe estudamos através de um site. Nós não estudávamos juntas, pois ela mora em Morro do Chapéu e eu em Jacobina”, explica Juliana. A distância de uma cidade para outra é de 105 Km.

A filha de Eliza também já fez outro curso, o de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis,  em Ouro Preto, Minas Gerais, mas vai seguir a carreira da advocacia. “Gosto do que fiz, mas não quero trabalhar com isso [restauração]. Quando você consegue de fato recomeçar algo na área do estudo é como se fosse a primeira vez e a empolgação é grande”, conta a estudante.

A expectativa para o começo das aulas também é grande por parte de Eliza. “Essas coisas me dão gás, eu gosto de desafio, gosto de estudar e meus familiares me dão apoio. Isso que é importante. Já sou aposentada há mais de três anos. Essa é a minha chance de fazer coisas que me dão prazer. Estou cheia de expectativa para estudar e adquirir novos conhecimentos”, relata a futura educadora física.

A nova aluna do curso de Educação Física ainda tem outro desafio, sair de Morro do Chapéu para assistir as aulas em Jacobina. Mas, antes mesmo de se matricular, ela já planejou como vai á faculdade. “Vou procurar conciliar as aulas com o trabalho, com a casa e o cuidado com minha mãe que tem 85 anos, que não pode ficar muito tempo sozinha e precisa de mim. Mas não vou desistir”, diz Eliza, que ainda afirmou o desejo de fazer outra especialização. “Quando eu terminar a graduação de Educação Física vou fazer especialização em Educação Física Gerontológica”, completa.

As informações são do G1/BA