Mãe de jovem de Retirolândia morto em Feira de Santana diz que filho foi vítima de ritual macabro

    40247-3Foi enterrado na manhã desta sexta-feira (31), no Cemitério Piedade, Saimo Lima da Silva, 31 anos, que foi encontrado esquartejado em uma lan house no bairro Santa Mônica, em Feira de Santana.
    Familiares, amigos e ex-colegas de trabalho da vítima estiveram presentes no local e lamentaram a morte do rapaz.

    A Mãe de Saimo, Tereza Gonçalves Lima, acredita que o filho tenha sido vítima de um ritual macabro e suspeita que ele estava sendo ameaçado e manipulado.

    “Há mais ou menos uns dois meses, pouco antes da micareta, ele começou a sair todos os dias cedo e chegar tarde, eu perguntava, mas ele não me respondia nada, ficava calado. Eu acredito que ele já estava sendo manipulado”, afirmou Tereza.

    74700Ela disse que, antes de saber da morte do filho, encontrou uma pasta com informações da Lan House e nomes de pessoas cadastradas no estabelecimento, além de duas camisas pretas que pareciam ser de uma farda, mas que nunca viu o Saimo usando elas.

    Ainda segundo ela, pessoas a informaram que viram Saimo, em um shopping da cidade, com o principal suspeito do crime, o sócio Paulo Sérgio Carvalho Luís Filho, que até o momento não foi localizado pela polícia.
    “Ele deve ter descoberto alguma coisa errada que não concordou e por isso eliminaram ele”, suspeita Tereza. Ela acredita que outras pessoas foram mortas pelo acusado que, segundo informações, faz parte de uma seita satânica do Espírito Santo.

    A Delegacia de Homicídios já solicitou à Justiça a prisão preventiva de Paulo Sérgio Carvalho Luís Filho e trabalha inicialmente com duas linhas de investigação: seita religiosa ou crime passional.

    As informações são do repórter Ney Silva do Acorda Cidade