Mãe morre após usar corpo como escudo para proteger filho na Bahia

motoqueiros-armaA diarista Greice Mary Costa, 35 anos, mãe de quatro filhos, morreu na noite desta quinta-feira (2), véspera do feriado da Paixão de Cristo. Ela usou o próprio corpo como escudo humano para proteger o filho, no município de Barreiras, oeste baiano.

De acordo com informações da Polícia Militar, Greice foi atingida por vários disparos na região do tórax não resistindo aos ferimentos e morrendo em via pública, no bairro Vila Dulce, por volta das 19h.

O jovem, Talysson Rafael Costa de Matos estava atravessando a rua 2 de Julho, próximo à sua casa, com a mãe e a esposa, no momento em que dois homens em uma motocicleta chegaram atirando contra o rapaz. Após Greice ser baleada, Matos correu e foi atingido por um disparo de raspão.

Populares acionaram a polícia e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas ao chegar ao local a mulher já não apresentava os sinais vitais. O jovem foi socorrido e encaminhado para uma unidade hospitalar.

Uma de suas filhas compareceu à cena do crime e passou mal ao ver o corpo da mãe estirado no chão de maneira tão brutal. O crime chocou os moradores do bairro. É o 23o caso de homicídio registrado no município só em 2015.

Ainda de acordo com a PM, Matos recebeu alta e já prestou depoimentos na delegacia. O jovem disse à polícia que conhece um dos suspeitos responsáveis pelo crime.

A polícia não divulgou mais detalhes sobre o caso para não atrapalhar as investigações que estão sendo realizadas pela Polícia Civil.