“Maravilhoso”, diz ex-professora de garoto sugado por adutora em Serrinha

img-20150403-wa0011A foto em que aparece ao lado de colegas em sala de aula do 4º ano do ensino fundamental da Escola Ana Oliveira, na festa de Páscoa, registrada há três dias, é a última imagem do adolescente Renan Nunes dos Santos, 15 anos. Ele morreu após ser sugado pela tubulação da adutora de água tratada na cidade de Serrinha, a 200 km de Salvador. O corpo foi achado neste sábado (4).

“Como aluno, era um menino maravilhoso. Teve dificuldade para estudar porque trabalhava carregando compras para ajudar a família. Mas ele tinha a escrita maravilhosa. Era muito dedicado. Não era de briga. O pai disse que ele ia arrumar emprego e que eles não iriam morrer de fome”, afirmou a ex-professora Mylena Moraes, hoje diretora administrativa da Secretaria Municipal de Educação.

Renan Nunes dos Santos teria invadido a área do reservatório, que é restrita, junto a outros cinco colegas, de idades entre 13 e 17 anos, para tomar banho, segundo informações da 15ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin/Serrinha). Depois ele teria aberto a tampa de uma caixa adutora antes de ser sugado pela tubulação. À polícia, os amigos informaram que tentaram puxá-lo para fora da caixa, sem sucesso. Um dos garotos que tentou resgatar a vítima sofreu escoriações.

img-20150404-wa0003A ex-professora contou que a família da vítima é muito pobre e tanto o pai quanto a madrasta estão desempregados. “A família é muito humilde. Eles não têm energia em casa. Ele [a vítima] dormia em um pedaço colchão e o pai no chão. O pai ta arrasado”, relata a amiga da família. Ainda segundo ela, o garoto foi abandonado aos 11 anos pela mãe.

A casa da família fica perto do reservatório, que é situado no alto de uma serra. A ex-professora indica que no local não há segurança. “Os portões não têm cadeados”, diz.
A Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A (Embasa) informou que os adolescentes invadiram uma área restrita. “O portão que dá acesso ao local tem cadeado e a empresa já havia realizado boletim de ocorrência de vandalismo na Polícia Civil. Além disso, a tampa do reservatório foi quebrada por essas pessoas”, informou a empresa de abastecimento da Bahia.

O Corpo de Bombeiros de Feira de Santana foi acionado para ajudar nas buscas e localizou o corpo a cerca de oito metros depois do local do acidente, preso a um registro da tubulação, por volta das 10h30 deste sábado. O pai do jovem, ao ser informado do desaparecimento dele pelos colegas, foi quem acionou a polícia. O corpo foi encaminhado para o IML de Feira de Santana.