Marquinhos Gabriel custaria ao Timão mais do que Guerrero e outros três

56708f71c5e77A diretoria do Corinthians ficou ainda mais animada com a possibilidade de contratar Marquinhos Gabriel após as declarações do presidente santista Modesto Roma Júnior que, na manhã de terça-feira, praticamente descartou a possibilidade de permanência do meia-atacante. O fim do empréstimo do jogador com o Santos, nesta quinta-feira, é um dos obstáculos. O outro é financeiro. O Al Nassr pede US$ 4 milhões (cerca de R$ 15,4 milhões) pela liberação definitiva do jogador – árabes não aceitam novo empréstimo.

A primeira pedra está a poucas horas de ser retirada do caminho. A segunda, no que depender da diretoria do Timão, não será problema. É isso mesmo. Ao contrário dos representantes do Peixe, os dirigentes alvinegros estão dispostos a desembolsar os cerca de R$ 15 milhões para contar com Marquinhos Gabriel.

Essa disposição chama atenção, já que o clube não vem tendo tal comportamento nos últimos anos. O valor que seria desembolsado para contratar o santista só não seria maior do que aquele gasto com Alexandre Pato em dezembro de 2012 (veja mais abaixo). Em relação as outras grandes cifras gastas pelo clube, por exemplo com Elias, Gil, Renato Augusto e Guerrero, o meia-atacante custaria mais (veja mais abaixo).

A busca por Marquinhos Gabriel foi um pedido de Tite, que foi seu treinador no Internacional. O comandante do Timão o vê como uma ótima peça do lado esquerdo, alguém que poderia ajudá-lo taticamente.

– O Corinthians está atrás de um meia e de um atacante. Nossa preferência depois da saída do Jadson é um meio de campo. Nós trabalhamos com três, quatro nomes para essa posição. Já estamos trabalhando faz umas duas semanas desde a confirmação da saída do Jadson – afirmou Eduardo Ferreira, diretor-adjunto de futebol do Corinthians, em entrevista ao canal SporTV.

– Esperamos que em mais uma semana, 10 dias, a gente confirme esse nome. Não posso precisar, falar o nome para vocês, mas trabalhamos com dois, três nomes. Todos bons nomes do mercado interessam ao Corinthians. Tanto do Brasil, quanto de fora – completou o dirigente alvinegro, que atende à imprensa.

PATO IMBATÍVEL – O valor pedido pelo Al Nassr por Marquinhos Gabriel (cerca de R$ 15,4 milhões) chama atenção em relação às recentes aquisições do Corinthians, mas está muito aquém do dinheiro desembolsado pelo clube para contratar Alexandre Pato.  No fim de dezembro de 2012, em meio à disputa do Mundial de Clubes, no Japão, a diretoria acordou com o Milan (ITA) em pagar 15 milhões de euros (cerca de R$ 40 milhões) para repatriar o atacante, ex-Internacional. A transferência causou alvoroço no meio do futebol. E não apenas por se tratar da contratação de um jogador de um clube europeu por parte de sul-americanos, mas pelas cifras que foram colocadas sobre a mesa.

COMPARAÇÃO DOS OS VALORES:

GIL – R$ 10 milhões (Jan/2013)
Corinthians pagou 3,5 milhões de euros (R$ 10 milhões, à época) ao Valenciennes, da França. Zagueiro se tornou um dos principais jogadores.

RENATO AUGUSTO – R$ 10 milhões (Jan/2013)
Corinthians pagou 3,5 milhões de euros (R$ 10 mi, à época) ao Bayer Leverkusen (ALE). Meia foi o melhor desta temporada.

GUERRERO – R$ 10 milhões (Jul/2012)
Corinthians pagou cerca de R$ 3 milhões de euros (R$ 10 mi, à época) ao Hamburgo, da Alemanha, pelo peruano.

ELIAS – R$ 13 MILHÕES (Abr/2014)
Corinthians pagou até agora duas parcelas de 1 milhão de euros ao Sporting (POR). A outra metade será quitada com o dinheiro dos chineses.

MARQUINHOS GABRIEL – R$ 15 MILHÕES (Jan/2016)
Al Nassr pede US$ 4 milhões (cerca de R$ 15,4 milhões) para liberar Marquinhos Gabriel de forma definitiva ao Timão.

(Com informações do Lance)