“Matei para não morrer”, diz traficante baiano responsável por 18 homicídios

7b4r1hqlcc_7wcdkdsz3f_fileUm traficante responsável por 18 homicídios no subúrbio Ferroviário, na capital baiana,foi preso em Mar Grande, na Ilha de Itaparica, na região metropolitana de Salvador. De acordo com informações da polícia, Lenon Reis Menezes, de 22 anos, estava se refugiando na ilha.

Na delegacia, Menezes disse que cometeu o primeiro homicídio aos 17 anos, por guerra de tráfico. O traficante ressaltou que os homicídios foram realizados no Subúrbio Ferroviário.

— Matei para não morrer, não tem nenhum inocente por ai. Tudo foi guerra do tráfico.

O último homicídio foi realizado no bairro de Alto de Coutos. O traficante matou um homem conhecido como “Bola” devido a vítima ter assassinado o seu cunhado.

Ainda de acordo com informações da polícia, na chacina realizada no mês de agosto deste ano, durante uma festa no bairro de Periperi, dois criminosos estavam à procura de Menezes mas não encontraram o traficante na festa. Em seguida os bandidos invadiram uma casa, efetuaram vários disparos e mataram cinco pessoas que estavam dentro da residência.

O traficante foi preso na sexta-feira (8), e foi encaminhado para o presídio localizado no bairro da Mata Escura. (R7/BA)