Menino abandonado por “bruxaria” se recupera oito semanas após ser resgatado

antes-depois

Oito semanas após ser resgatado das ruas, o pequeno Hope já parece completamente recuperado da desnutrição e adaptado à vida ao lado de outras crianças. Acusado de bruxaria, o menino foi abandonado e vagou durante oito meses em uma vila na Nigéria, até ser acolhido por uma voluntária.

A imagem da dinamarquesa Anja Ringgren Lovén dando água e biscoitos ao menino de dois anos, nu e extremamente magro, impressionou pessoas em todo o mundo e ajudou a arrecadar mais de US$ 1 milhão, segundo o jornal britânico “Independent”.

Ao lado do marido, David, Lovén mantém há três anos a African Children’s Aid Education and Development Foundation, uma instituição que abriga 34 crianças, todas abandonadas após serem acusadas de bruxaria.

1915774_10154079461488024_7885063650287078582_n

Em uma entrevista ao Huffington Post, Lovén contou que em sua primeira visita à Nigéria conheceu uma criança que havia sido espancada quase até a morte por causa da superstição. Sem conseguir esquecer o caso, ela vendeu tudo o que tinha na Dinamarca e se mudou para o país africano, onde criou a fundação.

Ela diz que há dois meses recebeu um telefonema com o aviso de que um menino com idade entre dois e três anos estava sozinho nas ruas e sobrevivendo com restos de comida que algumas pessoas davam a ele. Foi então que ela encontrou Hope.

12039690_10154070907563024_9045628323089259905_n

O menino passou por uma transfusão de sangue e um tratamento para eliminar vermes e atualmente está bem de saúde, diz Lovén. Nos próximos dias ele será submetido a uma cirurgia para corrigir um defeito congênito na uretra, mas ela afirma que o procedimento é simples e não oferece riscos.