Menino de 9 anos apreendido por furto na Bahia diz que era obrigado pelo pai

87107-3Um garoto de 9 anos de idade foi apreendido nesta segunda-feira (28), pela Polícia Militar, acusado de praticar pequenos furtos no centro comercial de Feira de Santana. O menino foi flagrado na Rua Andaraí, bairro Jardim Cruzeiro. Ele aproveitava o descuido das vítimas para furtar objetos de valor, em sua maioria aparelhos celulares, a mando do próprio pai.

O Sargento Costa, da 65ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), informou que o pai da criança fugiu ao ficar sabendo da presença da polícia, deixando o menino sozinho. Segundo ele, a criança confessou ter praticado os crimes e contou que é obrigado pelo pai, pois sofre castigos físicos caso se recuse a obedecê-lo.

“O menino foi detido e passou características do pai. Eles moram em Salvador e vieram para Feira a fim de praticar furtos. Ele contou que o pai o obriga a roubar e quando ele se nega é castigado. Inclusive há um corte de facão na mão do menino. Triste, porque aquele que devia protegê-lo, o está coagindo, forçando-o à prática de roubos”, lamentou o sargento da PM.

Em entrevista ao Acorda Cidade, o menino contou que o pai o tirou da escola para praticar furtos em cidades pequenas, mas que também age em bairros de Salvador. Ele disse que o pai o chamou para vir a Feira de Santana na manhã de hoje e até o momento em que foi pego pelos policiais havia praticado um furto.

A criança relatou ainda que o pai vende os objetos roubados na feira ou para terceiros. O pai, segundo o menino, se chama Sinésio Conceição Brito, que correu com a chegada da polícia. O garoto afirmou também que tem mãe viva e outros irmãos, mas mora só com o pai. Sozinho na delegacia, ele disse que iria ligar para um tio, que mora em Salvador, para pedir a alguém para vir buscá-lo.

As informações são do repórter Aldo Matos do site Acorda Cidade.