Mineradora dará férias coletivas para empregados em Santaluz a partir desta quinta-feira (4)

minaC1_ZJApós anunciar, na última terça-feira (26), a suspensão temporária das atividades no projeto C1 Santaluz, a Yamana Gold dará férias coletivas de 30 dias aos seus 187 empregados, a partir desta quinta-feira (4). A informação foi passada pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Extração, Pesquisa e Benefício de Ferro, Metais Básicos e Preciosos de Serrinha e Região (Sindimina), Maílson Gonçalves, ao site Notícias de Mineração Brasil (NMB).

O presidente do Sindimina de Serrinha disse que a empresa não cogita a demissão de seus empregados diretos, mas que podem ocorrer cortes nas empresas contratadas, que representam 70% da mão de obra da operação. “Eles [Yamana] garantiram manter apenas 120 dos 600 empregos indiretos. O restante poderá ser remanejado para outras operações, mas não tem vaga para todos então muitos serão demitidos”, afirmou Gonçalves, em entrevista ao site Notícias de Mineração Brasil (NMB).

Segundo ele, a empresa mais afetada será a Toniolo Busnello, especializada em túneis, terraplenagens e pavimentações, que possui 280 empregados no projeto C1 Santa Luz. De acordo com Maílson, que se reuniu com representantes da Yamana na sexta-feira (29), a mineradora afirmou que ainda não definiu o que será feito depois de concluído o recesso. Cerca de 50 empregados continuarão trabalhando manutenção da planta, durante o período de férias.

Procurada pelo NMB, a assessoria de imprensa da Yamana confirmou 30 dias de férias coletivas para os empregados diretos, a partir de 4 de setembro, e informou que, na nesta semana, haverá reuniões individuais da Yamana com cada empresa contratada sobre a situação dos contratos. Em nota, a empresa diz que “não se pronuncia sobre a situação dos empregados de outras empresas, no caso das contratadas, enquanto não conversar com cada uma individualmente”.

Embora a Yamana tenha anunciado a suspensão, através de comunicado oficial, apenas no dia 26 de agosto, as atividades de processamento de minério no projeto C1 Santa Luz estão paradas desde o dia 21.

Fonte: Notícias de Santaluz